Foi publicado hoje (23) o novo decreto da Prefeitura de Guarapari, de número 626/2020, que restringe horários de funcionamentos de bares e restaurantes, dentre outras medidas tomadas para conter a contaminação por Covid-19 neste verão. No mapa de risco do coronavírus, Guarapari se encontra em nível moderado.

Foto: Divulgação

Shoppings e centros comerciais devem acomodar, de acordo com o decreto, com 50% das pessoas em ocupação total, funcionando até o dia 30 de janeiro de 2021 de segunda-feira a sábado, das 8h às 22h.

O funcionamento de restaurantes, bares, pizzarias e semelhantes só é permitido de segunda a sábado, até as 22h, e, aos domingos, até as 16h. Quiosques funcionarão até as 22h.

Ambulantes, devidamente licenciados pela Secretaria Municipal de Postura e Trânsito, são permitidos a vender produtos e alimentos nos pontos de comercialização, entretanto, foi vedada a venda de bebidas alcoólicas no calçadão das praias no Ano Novo.

As academias de esportes funcionarão apenas com atendimento agendado, garantindo o controle do número máximo de frequentadores. As academias devem garantir espaço mínimo de 4m entre aparelhos e usuários, com distanciamento mínimo de 15 metros quadrados por pessoa. É proibida a prática de esportes de contato ou que demandem compartilhamento de equipamentos e materiais, como lutas, vôlei, futebol e basquete.

Os aluguéis de imóveis para temporada só são permitidos quando têm ocupação de até 50% de sua capacidade, mediante cadastro do imóvel no site da prefeitura.

Ônibus de turismo/excursão, vans e micro-ônibus devem afixar identificação do local de hospedagem no para-brisas, tendo desembarque e embarque de passageiros exclusivamente em estacionamentos próprios ou regularizados junto ao Município. A documentação do veículo e a autorização do imóvel onde ocorrerá a hospedagem, com relação dos passageiros, deve ser envaminhada à Septran por e-mail (septran@guarapari.es.gov.br) com antecedência mínima de 24h.

Para o Reveillón foi cancelada a queima de fogos de artifício em orlas de praias, e também foi proibida a fixação de ombrelones e tendas para o ano novo em toda a extensão das praias da cidade.

Shows, feiras, passeatas, comícios e afins foram suspensos enquanto durarem o estado de emergência de saúde pública, ainda que previamente autorizada independente da quantidade de pessoas envolvidas.

Permanecem vedadas atividades de boates, shows, casas de shows e afins em toda a cidade.

Para mais informações, clique aqui para ler o decreto na íntegra.