A Samarco deu mais um passo rumo a retomada de suas atividades. Nesta segunda-feira (11) a mineradora recebeu as licenças prévia e de instalação do sistema de disposição dos rejeitos de minério na Cava Alegria Sul, em Mariana, Minas Gerais.

A mineradora conquistou duas audiências que liberam a disposição dos rejeitos de minério de ferro na Cava Alegria Sul.

As licenças foram solicitadas pela mineradora em dezembro de 2016 e aprovadas pelo Conselho de Política Ambiental (Copam) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) hoje.

A cava é um buraco resultante da retirada de minério de ferro e a disposição dos rejeitos nesse local foi a solução segura encontrada pela mineradora para substituir o uso das barragens.

Apesar das duas licenças conquistadas a Samarco esclarece que ainda não está autorizada a voltar a operar em Minas Gerais. “As licenças prévia e de instalação da cava de Alegria Sul  são uma etapa do processo de retorno  das operações. Para voltar a produzir, a Samarco depende ainda da Licença de Operação da cava e da conclusão do Licenciamento Operacional Corretivo (LOC) do Complexo de Germano, em Mariana e Ouro Preto. A Samarco esclarece que não há data prevista para o retorno das operações”, afirma a empresa através de nota.

Audiências Públicas. O LOC visa regularizar todas as licenças de Germano e está em fase de audiências públicas.  Na última quarta-feira (06) e quinta-feira (07) foram realizadas as audiências em Matipó e Mariana, respectivamente. Hoje, a partir das 19h, será realizada a última audiência, em Ouro Preto.