O vereador Rogério Zanon (PSB) esteve na manhã de hoje (31), no Cadastro Único de Guarapari atendendo a denúncias de munícipes, e constatou pessoalmente, que o local está sem atendimento por falta de energia elétrica. O vereador recebeu a informação, que a energia foi cortada na segunda-feira por falta de pagamento. Quatro dias se passaram, e a prefeitura ainda não teria tomado as providências.

Vereador constatou pessoalmente, que o local está sem atendimento por falta de energia elétrica.

Indignado com a situação, o vereador gravou um vídeo no local, mostrando que todos os computadores estão desligados, e que não há sinal de energia nos interruptores. Moradores que buscaram atendimento foram prejudicados.

“Se realmente estivesse funcionando, a moradora teria sido atendida. A população está sendo prejudicada, não está sendo atendida como deveria. Isso é culpa da administração da prefeitura, que por irresponsabilidade está prejudicando o atendimento. Me dê a resposta, prefeito!”, disse o parlamentar.

O Cadastro Único é a porta de entrada para vários Programas Sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família, a Tarifa Social de Energia Elétrica, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Minha Casa Minha Vida. Ele também funciona como um mapa para o governo identificar as necessidades da população.

Idoso. O idoso é um dos principais prejudicados com o não funcionamento do Cadastro Único. É que para conseguir passagens gratuitas, o idoso precisa se inscrever no programa de viagens interestaduais gratuitas ou com desconto em transporte coletivo por ônibus, trem ou barco. Veja o vídeo do vereador.

Auxílio Emergencial Financeiro. Além do idoso, caso uma família de agricultores familiares seja atingida por desastres, não vão conseguir o auxílio emergencial do governo, por não conseguir se cadastrar no programa que oferece apoio financeiro, pelo fato do Cadastro Único não estar funcionando.

Resposta. O Portal 27 entrou em contato com a prefeitura para que ela pudesse dar explicações sobre o assunto; e recebemos a resposta através de nota informando que “A Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência e Cidadania (Setac) informa que as providências já estão sendo tomadas, desde segunda-feira (31), e tudo será resolvido até o início da próxima semana.”