Uma denúncia chegou ao Portal 27 no último dia 27. De acordo com nossa fonte, na unidade de saúde do bairro Bela Vista uma servidora, que atua como auxiliar de serviços gerais, estaria trabalhando na farmácia do local, distribuindo medicamentos. Ainda de acordo com nossa fonte, os outros servidores não estariam nada contentes com a situação e estavam ameaçando fazer greve.

Veja na integra a denúncia

“Meus amigos de Guarapari a cada dia que passa o problema na saúde pública de Guarapari só piora. Como se não bastasse todos os problemas com o hospital São Judas e tantas outras unidades, agora estourou outra bomba. Aqui no bairro Bela Vista, na unidade da família, a situação, pelo que eu soube, está ruim. Os agentes de saúde da família estão em pé de guerra e ameaçam ir a justiça contra uma determinada servidora, que atua como auxiliar de serviços gerais, ou seja, ela não deveria atuar na farmácia da unidade entregando remédio para os pacientes, mas os agentes já deram um prazo – ou eles ou ela. Essa pessoa está agindo como se fosse diretora da unidade. O clima está tenso. Como você vai ter segurança de receber um medicamento das mãos de alguém que não tem curso técnico na área ou nenhuma especialização, como você pode saber que o medicamento entregue a você é o que consta na receita. Pois é, eu nunca teria coragem de dar esse medicamento pra minhas filhas ou eu mesmo jamais ingeria isso. É uma irregularidade de todo tamanho. Fica a informação.”

Resposta da Prefeitura

Entramos em contato com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura e recebemos a seguinte resposta.

“A gerente de assistência farmacêutica Lígia Santos, responsável pela dispensação de medicamentos da Rede Municipal, esteve na Unidade Básica de Saúde de Bela Vista “Pedro Machado” para verificar a situação. A coordenadora da Unidade de Bela Vista foi informada sobre a reclamação, o fato será apurado para verificar se houve prejuízos a terceiros. Fato isolado e atípico, de acordo com Lígia Santos.”

Deixe seu comentário