Ribero e Padua
Banner TOP
JB Padrão

O Espírito Santo não levou o título de Miss Brasil, mas ganhou o prêmio de melhor traje típico, confeccionado pelo o estilista, carnavalesco e bailarino Paulo Roberto Balbino, que já foi morador da cidade de Guarapari. A premiação aconteceu no último dia 27 de setembro.

TRAJE 02
O traje foi inspirado em Nossa Senhora da Penha e intitulado “Nossa Senhora da Penha abre o manto sagrado sobre o Espírito Santo”.

O traje foi inspirado em Nossa Senhora da Penha e intitulado “Nossa Senhora da Penha abre o manto sagrado sobre o Espírito Santo”. Ao abrir os braços com a vestimenta Amanda Recla de 19 anos, mostrava a imagem do Convento da Penha e de um Colibri, que representava a mata atlântica. A criação do traje dividiu opiniões em fóruns sobre o concurso. Algumas pessoas criticaram o fato de ser a representação de uma imagem sagrada em um evento de beleza. Outros defendiam o fato de ser a representação da padroeira do estado, ponto turístico e terceira maior festa religiosa do país.

O Portal27 entrevistou com exclusividade, o autor do melhor traje de Miss Brasil 2014.

Você já esperava ganhar o prêmio de melhor traje?

Em 2012 quando fizemos o 1º traje, com a Miss ES Marcela Granato, que era de Minas, ela foi direto para SP e o coordenador Estadual Wildson Pina, levou o traje e havia uma cláusula que a candidata que não chegasse com traje, participaria do desfile mas não concorreria, e os 3 jurados, que na época era Milton Cunha, Alexandre Louzada e Pinah deram o 1º lugar para o ES, mas devido ao fato, não trouxemos o prêmio, ficando para o  RJ. No ano passado ficamos em 2º então tinha esperança de que desse ano não passaria

TRAJE06
A criação do traje dividiu opiniões em fóruns sobre o concurso.

Quanto tempo gastou para a confecção do traje?

Tivemos pouco tempo. Foram 14 dias, depois da escolha da Miss, entre viagens ao Rio, medidas, provas até a entrega do traje. No dia que ela embarcou, viramos a noite bordando.

E sobre as críticas pelo fato de ser a representação de uma imagem sagrada em um evento de beleza?

Faz parte do ser humano gerar polêmicas, ainda mais quando se trata da religião católica. Mas, como artista, quis expressar a minha fé e a religiosidade através da arte. Em nenhum momento pensei em polemizar ou faltar o respeito. Michelangelo, séculos atrás, quando pintou o teto da capela Sistina, comprou uma briga com o papa e com a igreja, e hoje suas obras são reverenciadas por todos. Não querendo me comparar a sua genialidade, mas para mostrar como existem pessoas retrógadas, presas a dogmas ultrapassados. Só lamento! O Prêmio veio para provar que existem pessoas com mentes puras, que procuram enxergar a beleza no lugar da maldade. Salve Nossa Senhora da Penha!

 Como surgiu a ideia do traje?

O coordenador do Miss Brasil em passagem para Vitoria me desafiou fazer algo que fugisse do perfil do carnaval, e me pediu que fizesse uma homenagem a padroeira do nosso estado. Então eu digo: Missão dada, é missão cumprida e premiada. (contou ele entre risos)

TRAJE 01
“O coordenador do Miss Brasil em passagem para Vitoria me desafiou fazer algo que fugisse do perfil do carnaval”

O Espírito Santo é celeiro hoje de grandes nomes, mas muitos para serem reconhecidos, optam por mudar de estado como você ver esse fato, sendo que você hoje é reconhecido em todo Brasil, mas continua morando no Espírito Santo?

Eu já recebi convites, para trabalhar no carnaval do Rio, pelo Chiquinho do Babado da Folia, mas tenho muitos outros compromissos aqui no estado além do carnaval.

Qual é a sua relação com a cidade saúde?

Sou natural de Rio Novo do Sul, morei em Guarapari a partir de 1982 vim para Vitória em 2003, pois em Guarapari, não havia interesse político em apoiar a cultura, então vim buscar meu espaço aqui em Vitória e fui recebido e acolhido de braços abertos. Hoje me sinto totalmente inserido no contexto cultural do estado. Mas a minha historia de Carnaval teve início na Unidos de Guarapari, depois passei pela Olaria e por final, Muquiçaba.

Quem está sempre ao seu lado, seja no trabalho, na dança e até nas confecções e criações de fantasias e trajes é a sua esposa Elisa Coelho. Vamos falar um pouco sobre essa parceria.

É uma parceria que irá completar 30 anos, no próximo ano. Entre ballet, carnaval, dança de salão, concursos diversos e trajes típicos de gala, já fomos premiados pelo nosso trabalho em comissão de frente, fantasias, alas de passo marcado, figurinos de ballet, de misses, foram diversos e agora esse de Miss Brasil. Como todo casal que passa quase 24 horas juntos, temos momentos de trabalho árduo, de muitas brincadeiras ‘sou muito moleque em casa ou em viagens’ e também de muitos arranca rabos… Mas no final, tudo acaba bem e nos divertimos muito.

PAULO E ESPOSA 01
“Como todo casal que passa quase 24 horas juntos, temos momentos de trabalho árduo, de muitas brincadeiras ‘sou muito moleque em casa ou em viagens’ e também de muitos arranca rabos… Mas no final, tudo acaba bem e nos divertimo”

Você é hoje uma referência no carnaval capixaba como um dos melhores carnavalescos do ES. Ccom essa valorização e profissionalismo do carnaval capixaba, ser carnavalesco hoje se tornou uma tarefa menos difícil?

O carnaval hoje se tornou o maior espetáculo da terra e teve um boom excepcional. Se tornou mais profissional, mais elaborado, mais estruturado e com vários profissionais e artistas para comandar o show. Hoje consigo dividir tarefas com profissionais e me dedicar mais a outros setores, resultando em um espetáculo mais dirigido, mais elaborado. Atualmente, o comércio de carnaval facilita demais a nossa vida, com produtos de primeira qualidade.

Hoje você é carnavalesco de qual escola de samba?

Pra 2015 estarei fazendo o carnaval do GRES Pega no Samba.

Você será homenageado pela Imperatriz do samba de Guarapari. Com essa homenagem, pode haver uma reaproximação com o carnaval da cidade?

TRAJE
“Fiquei muito emocionado com o convite e muito agradecido pela homenagem”

Fiquei muito emocionado com o convite e muito agradecido pela homenagem. Em relação a uma reaproximação ao carnaval de Guarapari, hoje tenho uma agenda impossível (risos). Durmo cinco horas por noite, trabalho nas duas maiores academias de Vitoria, e tenho alunos de personal que fazem aula ate sábados e domingos.

Trabalho com debutantes e noivos. Preparo coreografias para concursos e crio e executo seus trajes com minha equipe, além de uma escola de samba inteira onde além de escrever o enredo, setorizar, criar figurinos e alegorias, ainda sou responsável pelas coreografias da comissão de frente, três alas de passo marcado, o 1º casal, além de suas fantasias. Então, por mais que eu ame Guarapari e meus inúmeros amigos, não vejo condições de voltar a trabalhar ai.

Paulo, como prêmio pela criação do traje típico, você ganhou uma viagem com acompanhante para o Hard Rock Hotel Riviera Maya, no caribe mexicano, com essa correria do carnaval, vai dar para tirar um tempo para curtir essa viajem?

Todos os anos, logo após o carnaval do Rio, tiro 30 dias de férias, e para o próximo ano, já estava com nossa viagem fechada, vamos ter que tentar encaixar quando voltarmos. Agora, antes do carnaval… sem chance.

Paulo para finalizar deixe seu recado para os leitores do portal 27 e todos de Guarapari.

Sinto muita saudade dos meus tempos de Guarapari. Dos ballets no Centro de Convenções, dos bailes de gala no Country Club, dos desfiles no Siribeira e principalmente pelos inúmeros carnavais, onde conheci e fiz grandes e verdadeiros amigos… Mesmo um pouco ausente, não esquecerei jamais desse paraíso de beleza incomparável e pessoas hospitaleiras.

Barcelos
Por Júnior Barcelos – Júnior é radialista na rádio Colina FM e Colaborador do Portal 27.
Ideally
Camara Municipal de Guarapari – Participe

Institucional MAllagutti
Banner Marcelo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here