Depois de alguns anos trabalhando em um comércio da cidade – vendendo parafusos – Buiu decidiu empreender. Por fazer sempre um bom churrasco para a família e os amigos, decidiu oferecer o serviço à terceiros. Fazer o churrasco para que ninguém precisasse deixar a festa de lado, para ficar por conta da carne, foi uma ideia que deu certo.

No início, ele não tinha estrutura física, foi difícil levar o negócio em frente, mas ele não desistiu. “Eu só tinha um carro e ele não era dos melhores. Vivia dando problema. Passei muito sufoco com ele. Parava nos momentos que eu mais precisava e me deixava na mão, depois adquirir um reboque para facilitar mais”, conta ele.

Buiu conseguiu conquistar a cliente e hoje tem uma estrutura que atende a todos. Foto: Jamille Scopel.
Buiu conseguiu conquistar a cliente e hoje tem uma estrutura que atende a todos. Foto: Jamille Scopel.

Sempre com disposição e persistência, o churrasqueiro percebeu que podia ir além e oferecer muito mais a sua clientela que só crescia. “Eu percebi que as pessoas não queriam só que eu fizesse o churrasco, alguns clientes não queriam ter que ir no supermercado comprar a carne, por exemplo, e isso eu podia fazer”, explica.

Além do churrasco

Quando se deu conta do potencial que o negócio tinha, o empresário decidiu arriscar e montar um buffet completo. “Hoje, oferecemos garçons, toalhas, mesas, talheres, copos, taças, rechaud, pratos de porcelana e tudo que tenha haver com o ramo de festas. Assim podemos dar mais comodidade aos clientes, com um telefonema a gente pode resolver tudo”, garante.

O cardápio também já é bem mais variado, comparado com o do início do negócio. “Oferecemos um buffet no estilo roda de boteco. Neste período do ano, entre o fim de maio e o início de agosto, ele é até o pedido mais frequente. Acho que por causa das temperaturas baixas. Servimos dois ou três tipos de caldos e o que mais o cliente quiser que a gente faz”, diz.

O cardápio é feito de acordo com o gosto do cliente. Foto: Arquivo Pessoal.
O cardápio é feito de acordo com o gosto do cliente. Foto: Arquivo Pessoal.

Atualmente, a estrutura da empresa é grande suficiente para atender pelo menos cinco eventos ao mesmo tempo. Buiu conta também que é mais conhecido na capital do que em Guarapari. “Trabalhamos bastante lá, até mais do que aqui. Por causa dessas equipes, hoje eu tenho cinco, podemos fazer várias festas ao mesmo tempo”, conclui.