O diretor administrativo da Codeg, José Geraldo Esteves, foi convocado para prestar esclarecimentos na Câmara de Guarapari, por causa de uma postagem que teria feito em grupos de WhatsApp difamando alguns parlamentares da Câmara. De acordo com a publicação, o servidor teria dito que os vereadores perderam a “boquinha” na Prefeitura e por isso estariam fazendo oposição.

Os vereadores da Câmara Municipal convocaram o servidor da Codeg para prestar esclarecimentos nesta sexta-feira, 22, mas ele não compareceu. A convocação partiu dos parlamentares Rogério Zanon e Denizart Luiz Nascimento, citados na publicação. Porém também consta na publicação o nome do vereador Thiago Paterlini, do genro do Dr Rogério Zanon e do deputado Carlos Von.

Os vereadores Rogério Zanon, Denizar Luiz, Oziel e Lennon aguardaram por 1hora mas o servidor não compareceu.

“Ele foi muito infeliz na fala dele, mais ainda por não ter vindo prestar esclarecimentos para nós. Agiu de uma maneira muito inconsequente. Agora é aquela velha história, falar é muito fácil, agora vir aqui justificar eu quero ver”, disse Rogério Zanon.

“Ele citou ali que os vereadores deixaram de receber a boquinha, que o prefeito cortou. Nós não somos oposição, somos vereador da independência. Nós queremos que ele esclareça para população de Guarapari o que ele falou. Ele fez uma denúncia e essa denúncia é grave”, disse Denizart Luiz.

Na publicação, (foto), o servidor disse o seguinte: “Magalhães acabou com a boquinha desta turma que não trabalha e só vive às custas da política suja” diz a publicação.

Vereadores vão acionar a Justiça

Além de pedirem esclarecimentos sobre as acusações, os vereadores vão acionar a Justiça para que as denúncias feitas pelo diretor administrativo da Codeg sejam esclarecidas. Se for o cabível, os parlamentares vão pedir condução coercitiva, ou seja, que o autor da denúncia seja obrigado pela justiça a comparecer a Casa de Leis.

“Primeiro veio falar que nós não trabalhamos, segundo veio falar que vivemos de boquinha aqui, acabou a boquinha. Ele vai ter que me explicar isso. Eu trabalho 365 dias por ano e desafio qualquer pessoa a provar o contrário”, disse Zanon e acrescentou:

“Eu quero que ele me mostre se tem alguma indicação minha na Prefeitura Municipal de Guarapari, manda ele provar, se ele provar, eu dou meu mandato para ele”.

A Prefeitura de Guarapari foi procurada pelo Portal 27 e por nota respondeu o seguinte:

A Companhia de Melhoramentos e Desenvolvimento Urbano de Guarapari (Codeg) não se responsabiliza pelas postagens dos servidores em suas redes sociais particulares.

O servidor José Geraldo Esteves, foi procurado pela reportagem durante toda a tarde em seu telefone celular, pelo WhatsApp, mas não atendeu as ligações. Até o fechamento desta reportagem, ele não retornou os telefonemas.

O deputado Carlos Von, também é citado na publicação, tentamos contato com a assessoria do parlamentar, mas até o fechamento fomos informados que estão estudando quais serão as medidas tomadas.

Deixe seu comentário