Esgoto a céu aberto na Praia do Riacho.

Guarapari é a cidade capixaba mais procurada pelos turistas no verão. Somente este ano a previsão é de que mais de um milhão de pessoas passem pela cidade na alta temporada, mas infelizmente nem todas as praias da cidade estão adequadas para receber os turistas.

O Portal 27 fez um giro pelas praias da cidade e constatou que a Praia de Santa Mônica e a Praia do Riacho estão com vazamento de esgoto desaguando no mar.

A Patrícia Gomes Maia é dona de uma pousada na Praia do Riacho e diz que o problema já existe há mais 20 anos. “O problema existe há pelo menos 26 anos e a gente acaba que não indica essa praia para os turistas que ficam aqui na pousada. Eu sempre alerto sobre o esgoto e sugiro outras praias, como por exemplo, a areia preta. Para gente que mora aqui isso é muito ruim porque a parte da praia mais calma é justamente esse cantinho com esgoto caindo. Em época de eleição sempre vem gente aqui prometendo resolver o problema, mas nada muda”.

Segundo empresária local, o problema existe há mais de 20 anos.

A turista de Bom Jesus, Lorena Duarte, até entrou no mar na Praia do Riacho, mas com receio do esgoto. “ Eu venho e não entro muito na água, procuro tomar mais sol e quando vou tomar banho vou mais para o outro lado porque fico com medo. É muito nojento. Algumas pessoas não ligam e tomam banho aqui perto do esgoto mesmo”.

Na Praia de Santa Mônica a situação não é diferente. Segundo a presidente da Associação de Moradores de Pontal de Santa Mônica, Rosângela Gomes de Abreu, lá existem três pontos todos localizados mais no final da praia na região próxima ao Supermercado Gomeram e o Restaurante Galetão.  Ela afirma que o problema é antigo.

Esgoto desaguando no mar na Praia de Santa Mônica.

“O esgoto vazando na praia aqui já tem bastante tempo. O problema é que nós não temos rede de esgoto e por isso, os moradores acabam fazendo redes clandestinas. Mas na minha opinião o maior culpado é o poder público que não fiscaliza isso”.

Rosângela afirma ainda que com medo de doença muitos moradores já deixaram de ir na praia. “Muita gente aqui já pegou micoses e com medo muita gente parou de ir para praia e caminhar na areia”.

Segundo a Cesan, a responsabilidade é da prefeitura, pois o bairro Santa Mônica não tem rede de esgoto e a Praia do Riacho a ligação é clandestina e por isso, deve ser fiscalizada pela administração pública municipal.

Já a prefeitura afirma que não há rede de esgoto desembocando na praia de Santa Mônica. O órgão esclarece que o problema é gerado pelos moradores que realizam ligações clandestinas de esgoto na rede de drenagem pluvial e que na atual administração novas formas de combater essa prática estão sendo estudadas.

Ainda de acordo com a administração, onde não há rede de esgoto da Cesan, é de responsabilidade dos moradores a implantação do sistema de fossa séptica, filtro e sumidouro, conforme legislação. Em relação a Praia do Riacho a Secretaria de Obras vai verificar se não há rede de esgoto no local.

Deixe seu comentário

Comments are closed.