A prefeitura de Guarapari, informou no final da tarde de ontem (29), por meio do aplicativo WhatsApp, que o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), divulgou o laudo do atestado de óbito e constatou que a morte de uma mulher de Guarapari (reveja aqui), não foi por H1N1 e sim por síndrome de febre hemorrágica aguda, descartando a possibilidade da gripe H1N1.

A prefeitura ainda chamou os posts compartilhados por meio de redes sociais de Fake News (notícias falsas) e afirmou ainda que até o momento não foi confirmado nenhum caso da doença e que “a divulgação de incorreta de informações como essa, causam pânico na população.”.

 Ainda segundo a prefeitura, “Prova disso, é o aumento no número de atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento, onde só no final de semana, várias pessoas chegaram ao local com medo da doença, mesmo sem sintomas”

Confira o post completo.

Comments are closed.