Irmã Marilza, nova coordenadora do asilo, está à frente do cargo há um ano.

O Recanto dos Idosos Santo Antônio, em Guarapari, faz 29 anos neste mês. A instituição, que foi fundada no dia 28 de agosto de 1989, tem uma história de muitos desafios e conquistas. Hoje, são 53 idosos e a maioria tem como sua família, apenas as irmãs do asilo. E elas não medem esforços para tornar a vida deles mais feliz.

 

A nova diretora administrativa, irmã Marilza, está há um ano à frente do cargo e já mostrou serviço. Ela destaca que toda ajuda é bem-vinda e aos poucos está reformando e adaptando todas as instalações da entidade. Agora estão substituindo as barras de apoio dos banheiros, tanto dos sanitários como dos boxes.

A ação foi um pedido do Ministério Público do Estado (MPES) ao Sindicato da Indústria da Construção Civil de Guarapari (Sindicig). “É um pedido que acatamos por ser um dos objetivos do nosso sindicato que é contribuir com o desenvolvimento da nossa sociedade. Foi um investimento de cerca de R$ 15 mil. E vamos terminar ainda neste mês”, afirma o presidente do Sindicig, Fernando Otávio Campos da Silva.

Quem quiser fazer parte desta corrente do bem, pode contribuir com material de construção. “A gente vive basicamente de doações. O município ajuda nos custeios de água e luz.  Independente da quantidade ou do valor, toda ajuda é bem-vinda. O importante é ser de coração”, disse a irmã Marilza.

Bazar da instituição ajuda na arrecadação de recursos para as despesas.

Segundo ela, os itens de maior necessidade são alimentos, material de higiene e de limpeza. Quem preferir contribuir com dinheiro em espécie, pode fazer a doação por meio de depósito bancário na conta corrente do Banestes 3357399. Para ajudar, a instituição também faz bazar. Os dias são divulgados nas redes sociais.

Quem não puder ajudar com doações de bens materiais, pode doar um pouquinho do seu tempo. É o apelo que a irmã faz, já que a maioria dos idosos não recebe visita. Os dias e horários são às terças, quintas e sábados, das 15h às 16h. Mas nada impede de vir outro dia, só agendar com a coordenação com antecedência.

Clube da Leitura é uma das atividades voluntárias na instituição.

“Temos aulas de dança, clube da leitura, dia da manicure. Tudo por meio de trabalho voluntário. Essa doação também é muito importante, pois eles sentem falta”, desabafa irmã Marilza. Então, venha fazer uma visita, conhecer o espaço, doar atenção e carinho àqueles que, muitas vezes, só precisam de um abraço!

Contato: (27) 3261-5468 / 3261-1928

Endereço: Rua Felício Bitar, 22, Lagoa Funda 

 

 

 

Deixe seu comentário