Se depender do trabalho dos deputados que integram a Comissão Especial da Câmara Federal, as Santas Casas de todo o Brasil terão R$ 2 bilhões em crédito subsidiado para garantir e ampliar os atendimentos. A comissão aprovou o Projeto de Lei 7606/17, do Senado, que cria o Programa de Financiamento Preferencial às Instituições Filantrópicas e Sem Fins Lucrativos (Pró-Santas Casas).

Aprovado na Comissão Especial, o projeto segue para aprovação no Plenário da Câmara.

Integrante da comissão e com voto favorável à proposta, o deputado Federal Evair de Melo (PV/ES) quer celeridade. “No meio da confusão que tomou conta da Câmara essa semana, com a votação da denúncia contra o presidente, conseguimos aprovar esse projeto que é muito importante para dar fôlego financeiro a essas instituições que tão bem cuidam dos brasileiros”, destaca o deputado Evair de Melo.

Os recursos do Pró-Santas Casas serão de R$ 2 bilhões por ano e constarão do Orçamento da União. Pela proposta, bancos oficiais terão linhas de crédito direcionadas a hospitais e santas casas que atendem a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e os empréstimos terão encargos financeiros máximos de 1,2% ao ano. Aprovado na Comissão Especial, o projeto segue para aprovação no Plenário da Câmara.

Deixe seu comentário