Cinco homens armados colocaram o terror nas ruas do bairro Kubitschek na noite desta quarta-feira. Eles mataram um jovem de 19 anos, deixaram outro de 20 anos ferido e ainda executaram um cachorro.

As cenas de terror e pânico aconteceram na rua Olavo Bilac e em uma ladeira lateral. Por volta das 19h30, com a rua cheia de moradores que conversavam e crianças que brincavam, cinco homens fortemente armados começaram a atirar contra um grupo de três jovens que estavam em uma esquina.

Marcelo Soares Morreu dentro de casa. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Marcelo Soares Morreu dentro de casa. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Um destes três jovens era Marcelo Soares da Silva, 19 anos. Ele foi atingido na perna, mas ainda conseguiu correr para casa. O grupo de encapuzados se dividiu e três deles foram atrás de Marcelo e o encurralaram dentro do banheiro da casa e o executaram com um tiro nas costas, que de acordo com a polícia, foi fatal. Dentro da casa ainda estava a mulher de Marcelo, que preparava a mamadeira para o filho do casal, um bebê de pouco mais de um ano de idade. Ela não foi ferida. Dentro da casa a polícia encontrou uma pequena quantidade de crack.

marcelo foi atingido na perna e nas costas e morreu dentro de casa.
Marcelo foi atingido na perna e nas costas e morreu dentro de casa.

Outro jovem, Edmário Jesus Santos, 20 anos, que também estava com o grupo na esquina, foi alvejado nas nádegas. Ele conseguiu escapar da execução e não corre risco de morte.

O grupo então se reuniu novamente e seguiu para a ladeira atrás do terceiro indivíduo que estava na esquina. Enquanto eles subiam o morro davam tiros para o alto e gritavam “aqui é o CM! ” CM é uma referência ao cemitério, já que o líder do grupo, apontado pela polícia como sendo Paulo de Paula, é chefe do tráfico de drogas na região do cemitério do Coroado e suspeito de vários outros homicídio na região.

Paulo usava um revólver calibre 38 e recarregava a arma com um jetload, equipamento que coloca todas as balas de uma só vez no tambor de munição.

Ao chegarem na casa do terceiro jovem que estava na esquina, o cachorro da casa avançou contra eles e foi morto a tiros. Eles invadiram a casa, mas o homem que era perseguido conseguiu escapar pela janela e pulando de uma altura de cerca de cinco metros. Ele se escondeu em uma mata próxima e não foi encontrado pela polícia.

O grupo encapuzado desapareceu na mesma mata. A polícia fez várias buscas na região, mas não localizou nenhum suspeito.

Paulo de Paula é chefe de uma quadrilha que está em guerra com outra na mesma região do cemitério. No ano passado o conflito entre os dois grupos deixou um saldo de pelo menos três mortos. Veja aqui e aqui.

O jovem morto na noite de hoje era conhecido da polícia e já tinha passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido detido.

Deixe seu comentário