Na sessão ordinária da Câmara Municipal desta terça (15), os vereadores apresentaram vários requerimentos, entre eles, o de autoria do parlamentar Gilmar Pinheiro, que pede a regularização das vans de transporte de escolar no município.

Entre os requerimentos apresentados, estavam pedido de informações da Prefeitura e Cesan, e a regularização do transporte escolar no município. Foto: Cecília Rodrigues.

Para ele, muitas ainda não se adequaram à lei e, mesmo assim, continuam transportando crianças. “A lei já existe, mas não está sendo cumprida. Tem muitas reclamações de pess

Gilmar Pinheiro pede que a fiscalização sobre o transporte escolar seja mais rigorosa. Foto: Cecília Rodrigues.

oas que tem seus carros todos certinhos, e vêm outros carros que não têm nem a licença da prefeitura para trabalhar e transportar crianças, muitas com pneu careca e a com a CNH inadequada para esse tipo de transporte”, diz.

Gilmar comenta que a fiscalização em cima desses prestadores de serviço precisa ser mais rigorosa. “Há necessidade que haja mais fiscalização para que de fato a lei seja cumprida. Em alguns carros não precisa nem entender muito da lei para constatar que não está de acordo com a regulamentação de transporte escolar. Ali eles estão carregando vidas”, fala.

Thiago Paterlini quer saber sobre a titularidade de terrenos do município. Foto: Cecília Rodrigues.

Já o vereador Thiago Paterlini enviou requerimentos cobrando explicações da Prefeitura e Cesan. Para o poder legislativo, Thiago solicita informações sobre a titularidade de terrenos municipais.

 “Pedi que o município informe quais são as áreas que ele detém e o comprovante de titularidade. Existe algumas desapropriações que estão sendo feitas no município e muitas áreas que eu quero saber se são da prefeitura e por que não estão cuidando delas, porque não se investe nessas áreas ao invés de sair desapropriando mais. É claro que toda área que for desapropriação desde que seja cuidado, seja bem investida é ótimo para o município, mas algumas áreas estão desapropriadas á tempos e estão abandonadas, facilitando a invasão e diversas outras situações inesperadas”, conta.

Da Cesan, o parlamentar quer informações de quais regiões têm esgoto coletado na cidade e onde ele está sendo tratado.  “Recebo muitas reclamações e eu mesmo já constatei esgoto sendo lançado no mar, a exemplo de Muquiçaba onde há um manilhamento grande dispensando esgoto e você vê até a água borbulhando de tanto esgoto que é jogado, entre vários outros locais da cidade. Quero saber se esgoto está sendo realmente tratado porque as pessoas estão contribuindo com uma taxa cara, de 80% do valor da água, e não estão tendo benefício”, conclui Thiago Paterlini.