O futebol capixaba não tem grandes investimentos e nem o reconhecimento como o dos outros estados da região Sudeste. Em Guarapari até as disputas entre os times dos bairros já não acontecem com a mesma frequência do passado. Mas mesmo com todas essas dificuldades a cidade ainda revela atletas com grande futuro no mundo da bola. Este é o caso do Israel Júnior, de 14 anos, que há 8 meses foi contratado para categoria de base do Cruzeiro.

Há 8 meses Israel Júnior assinou o contrato com o Cruzeiro e se mudou para Minas Gerais. Foto: Arquivo Pessoal

O garoto morava na Praia do Morro com a família e desde sua contratação se mudou para Minas Gerais. O pai do atleta, o petroleiro Israel Ramalhete Ferreira, de 55 anos, relatou que o filho foi descoberto pelo atual vice-presidente do clube Hermínio  Francisco Lemos, através de um vídeo da internet.  “Ele viu o vídeo dele no Youtube, gostou muito e o levou para fazer uma avaliação. Lá ele ficou uma semana sendo avaliado e aí foi aprovado e ficou”.

Israel Júnior é atacante e seu contrato com o Cruzeiro vai até 2023. “É muito gratificante ver meu filho realizando um sonho que não é fácil. Milhares de crianças querem uma oportunidade como essa e não conseguem ser aprovadas. Então é uma alegria incomensuráel”, diz o pai orgulhoso.

Apesar da alegria de ver o menino se realizando profissionalmente, a família também sofre com sua ausência. “É um sacrifício muito grande procurar o filho no quarto e não achar. A saudade bate e eu e a mãe sofremos bastante. Mas vale a pena porque sabemos que estamos realizando um sonho dele e que não se consegue nada sem sacrifício”.

Segundo o pai, o adolescente começou a jogar bola aos 6 anos no futsal e aos 9 foi para o futebol e agora quer ser um grande jogador. Foto: Arquivo Pessoal

Israel contou que Israel Júnior começou a carreira aos 6 anos no futsal e com 6 anos passou a treinar futebol no Clube Aliança, onde disputou diversos campeonatos estaduais e foi artilheiro dois anos consecutivos. O adolescente também disputou duas Copas Guri de Futebol Nacionais pelo projeto Craques do Futuro e outras duas pelo projeto Nova Geração, que foi criado pelo seu tio Ebenézer Ramalhete, conhecido no meio do futebol com Bonó.

Estrutura. Ele relatou ainda que o clube tem uma grande estrutura para receber os futuros atletas profissionais e que um dos seus diferenciais é que é o único clube do país que tem uma escola dentro do seu Centro de Treinamentos. Ainda de acordo com Israel, durante esses 8 meses no clube seu filho foi campeão brasileiro sub 14 pela Copa Dadazinho e vice-campeão mineiro.

Durante esses 8 meses no clube o atleta foi campeão brasileiro sub 14 pela Copa Dadazinho e vice-campeão mineiro. Foto: Arquivo Pessoal

Outra oportunidade. Segundo o pai, o garoto já havia sido aprovado em uma avaliação do Grêmio, realizada em Guarapari, quando tinha 12 anos. Mas como somente a partir dos 14 anos que os atletas podem ficar alojados, seria preciso a família se mudar para o Rio Grande do Sul. “Eles queriam nos pagar para morarmos em Porto Alegre para ele fazer parte do Grêmio. Só que trabalho aqui e minhas famílias fazem faculdade em Vila Velha então não podia largar tudo aqui para ir morar lá”.

Israel Júnior veio passar as férias em Guarapari com a família e relatou que a experiência no clube mineiro tem sido de grande aprendizado. Ele também contou que faz planos de se tornar um astro no mundo da bola. “Meu sono é me tornar um grande jogador de futebol profissional e jogar em grandes clubes como o Cruzeiro”.