Um avião que levava o time da Chapecoense, de Santa Catarina, caiu na Colômbia na madrugada de hoje (29), informou o Aeroporto José María Córdova, de Rionegro. A equipe seguia para Medellin, onde iria disputar amanhã (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional da Colômbia.

chapecoense_0
No voo estavam 71 passageiros e nove tripulantes.

São mais de 70 mortos. Há sobreviventes identificados: Alan Ruschel, lateral do time; Jackson Follman, goleiro; Hélio Zampier Neto, zagueiro; Rafael Henzel, jornalista; Ximena Suárez, comissária de bordo; e Erwin Tumiri, também da tripulação. O goleiro Marcos Danilo Padilha, que tinha sido resgatado com vida, morreu no hospital, segundo confirmou a Cruz Vermelha. No voo estavam 71 passageiros e nove tripulantes.

A aeronave pertencia à companhia boliviana Lamia, e perdeu contato com a torre de controle ao sobrevoar uma região montanhosa perto de Medellín, no noroeste da Colômbia, por volta de 22h15m de segunda-feira (hora local). O avião teria sofrido falha elétrica, e o piloto descartou combustível antes de tentar pouso forçado. A aeronave se chocou com uma montanha conhecida como Cerro Gordo e se partiu em três.

As informações estão sento atualizadas a todo momento.

Comments are closed.