Um cadeirante de 27 anos foi morto dentro da própria casa, no Bairro Setiba, em Guarapari. O crime aconteceu por volta das 9h50 desta manhã, na rua do Campo. A vítima foi atingida por vários disparos de arma de fogo. A polícia contou 17 perfurações pelo corpo, sendo que sete foram na cabeça.

De acordo com os policiais que atenderam à ocorrência, o atirador chegou até a varanda da casa, foi até a janela e começou a atirar. Dezesseis cápsulas de munição calibre .380 foram encontradas dentro da casa.

O cadeirante foi morto dentro de casa. foto: João Thomazelli/Portal 27
O cadeirante foi morto dentro de casa. foto: João Thomazelli/Portal 27

A vítima foi identificada como Wanderlúcio Rangel Martins.  Conhecido como Wander, a vítima era investigada por participação em pelo menos quatro homicídios ocorridos na cidade. Ele também respondia por uma tentativa de homicídio ocorrida na Boate Summer no dia 20 de setembro de 2014. (veja aqui)

Um homem foi detido depois de pegar uma garrucha na cena do crime. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Um homem foi detido depois de pegar uma garrucha na cena do crime. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Apesar da grande quantidade de disparos efetuados, nenhum vizinho viu ou ouviu nada. Durante o trabalho da perícia da Polícia Civil, os policiais verificaram que a cena do crime havia sido adulterada. Logo descobriram que um homem que mora no mesmo quintal onde a vítima foi morta pegou uma garrucha que estava com Wander na hora do crime. Ele foi detido na hora e conduzido para a delegacia da cidade para prestar esclarecimentos.

Durante a remoção do corpo de Wander, a mãe dele que acompanhava os trabalhos passou mal, desmaiou e teve que ser amparada por um policial civil que estava próximo a ela. Dentro da casa de Wander, os policiais encontraram também seis munições calibre 32. No começo do mês ele havia sido detido pela Polícia Militar em uma operação que cumpriu vários mandados

Wanderlúcio Rangel Martins, 27 anos, foi morto dentro de casa em Setiba. Foto: Reprodução
Wanderlúcio Rangel Martins, 27 anos, foi morto dentro de casa em Setiba. Foto: Reprodução

de busca e apreensão no Bairro Setiba. A polícia agora investiga se o crime tem relação com o tráfico de drogas ou se foi em represália a algum outro crime cometido por Wander.

A vítima 

Há oito anos Wanderlúcio foi baleado e perdeu parcialmente os movimentos das pernas. Investigações da polícia apontam a participação dele em vários homicídios na cidade. Segundo as investigações, Wander saia com um comparsa para cometer os crimes. Enquanto o parceiro dirigia, ele, no banco do carona, executava suas vítimas a tiros. O corpo de Wander foi encaminhado para o DML de Vitória.

Deixe seu comentário