O típico carnaval família! Isso é o que o procuram as pessoas que curtem o bloco em Meaípe! Marchinhas de carnaval embalam famílias inteiras! Desde bebês de colo, até idosos que se recusam a ficar em casa quando o bloco passa! Aqui a tradição é brincar pelas ruas, passando pela praia e cantando as músicas aprendidas de outras gerações.
Ambiente familiar para pular Carnaval. Divulgação
Ambiente familiar para pular Carnaval. Divulgação
Os blocos “Amigos do Candinho” e “Cabelo de Milho” saem juntos todos os dias de carnaval. De sábado à terça, sempre no final da tarde. A concentração é na Praça do Chico. E não há confusão, nenhum tipo de briga!
Daniel Ferreria Colona, o Dandan, de 6 anos estava super empolgado fantasiado de Super Homem! A mãe dele, Elisa Almeida Ferreira, 32 anos sabe que pra criança, é o lugar mais tranquilo que existe! “Pra família é ótimo! Nunca presenciei uma briga, acho bem tranquilo aqui, a gente encontra os amigos de Meaípe, da cidade mesmo e dentro de Guarapari esse é o melhor que tem pra criança!”bloco 6
Ela falou ainda sobre a tradição da folia no bairro: “Desde que me entendo por gente eu curto o carnaval aqui. E faço questão de trazer o Dandan mesmo quando era um bebê de colo. Ele se diverte com os primos, os amiguinhos, é muito bom!”
Elizabeth Fernandes, artista plástica, 65 anos, era turista há pouco tempo e passou a  morar em Meaípe há pouco mais de um ano. Ela sempre frequentou o carnaval de Meaípe , gosta de reunir familiares e amigos e fazer um bloco muito animado! Nesse domingo os homens se vestiram de mulheres e as mulheres saíram de máscaras!!! Todos cantavam empolgados as marchinhas como “Alalá-ôooo”, “Corta o cabelo dele!”, “Se a canoa não virar”, entre outras.
carnaval meaípe
BLOCO AMIGOS DO CANDINHO LUTA PARA SE MANTER NO CARNAVAL
O bloco “Amigos do Candinho” sai há 46 anos com banda e tudo! Arnaldo, o Candinho é quem criou o bloco em 1970, mas desde 2010 ele é administrado pela moradora Celma Nascimento, 59 anos. Puro amor ao bairro! Ela não quer deixar a tradição acabar!
“O bloco não recebe verba da Prefeitura, apesar de termos CNPJ e tudo. Somos legalizados e participamos de todas as reuniões da Prefeitura relacionadas aos blocos de carnaval. Só contamos com a ajuda de comerciantes do bairro. Todos os anos é difícil colocar a banda pra tocar, porque a percussão é formada por moradores mesmo, e os instrumentos são nossos, mas os ritmistas que tocam os instrumentos de sopro são de uma banda militar que vem de Vitória e precisamos pagá-los R$ 10.500,00. No total a banda é formada por 7 percussionistas que tocam bumbo e tarol e outros 5 vêm de Vitória. Todos os anos começamos antes do carnaval uma campanha para arrecadar dinheiro, porém esse ano, com a crise, está ainda mais difícil. Até agora só consegui R$ 4.000,00. Estou extremamente preocupada! Precisamos de ajuda! Porque o bloco vai sair, mas a verba ainda não temos!”
Prefeitura
A prefeitura de Guarapari informou que após o carnaval, será aberto um cadastro para identificar blocos que existem na cidade e não desfilam no Centro. A prefeitura organiza hoje dois carnavais oficiais: um de shows de palco, na Praia do Morro e outro na Av. Joaquim da Silva Lima, com desfiles de blocos e escolas.

 

Deixe seu comentário