No dia 19 de janeiro o Portal 27 relatou o drama do jovem Matheus Guimarães, 28 anos, que passou três meses sentindo fortes dores nas costas e durante várias consultas recebeu diagnósticos errados em Guarapari, mas em Vitória foi diagnosticado com um câncer avançado no pulmão.

Apesar dos médicos já terem avisado que a doença não tem cura, o jovem segue fazendo tratamento e um amigo decidiu realizar uma campanha para arrecadar fundos para a compra de um medicamento.

Matheus faz quimioterapia e usa um medicamento que vem do exterior.

A campanha será realizada no dia 10 de março a partir das 18 horas no Churrasquinho do Sérgio, que fica na rua São João, ao lado da Secretaria da Fazenda e da Paneteria Master, em Muquiçaba.

Neste dia, o valor de tudo que for vendido será repassado para o Matheus. “Estou precisando comprar um remédio que estou usando e de certa forma ele pesa no orçamento. Não estava querendo nenhuma campanha para mim, mas esse meu colega resolveu fazer no churrasquinho dele e o lucro de tudo que será vendido vai ser revertido para a compra desse remédio”, explica

O amigo Sérgio Bonilho revelou que abriu o churrasquinho há um mês e que pretende realizar a campanha mensalmente. “Somos amigos há muito tempo e não acreditei que isso esta acontecendo com ele. É um cara novo e saudável. Falei com minha esposa que tínhamos que ajudar de alguma forma. A gente pretende fazer isso uma vez por mês. Não esperávamos toda essa repercussão, mas esperamos que dê para ajudar na compra do medicamento”.

Segundo o jovem, o remédio é importado e o custo varia de acordo com a cotação do dólar. “Estou comprando em torno de U$ 80,00 mais o frete. Isso convertendo para Real dá R$ 310,00 porque foi R$ 260,00 do remédio mais R$ 50,00 de frete. O frasco dele tem sessenta comprimidos e dura 20 dias”.

A doença se espalhou para o figado também.

Matheus relatou que a campanha vai ajudar muito com os custos do tratamento. “Tenho comprado o remédio e minha família está ajudando. Acho até que tem gente que precisa mais de campanhas do que eu, mas isso me ajuda porque dá quase R$ 700, 00 no mês e isso pesa porque tenho gastos com outros medicamentos, gasolina para ir fazer o tratamento, os exames que estou fazendo tudo particular porque pelo SUS demora muito”.

Diagnóstico. Matheus foi diagnosticado com câncer no pulmão e revela que a doença se espalhou ainda mais. “Estou fazendo quimioterapia e vou ter que começar a radioterapia porque a doença se espalhou mais. Tenho feito o tratamento, mas nem os médicos acreditarem muito”, conta. 

“Semana passada achei que iria morrer. Eu estava muito mal com muitas dores na costela e descobri que a doença esta no fígado também. Os médicos haviam falado para mim que para aliviar as dores só tomando morfina, mas eu não quero tomar. Na sexta-feira o remédio chegou e eu comecei a tomar no sábado. Na segunda já comecei a sentir uma melhora e estou muito bem”, disse o jovem.

Em relação a suspeita de que o câncer fosse resultado de uma mutação genética como os médicos suspeitavam, ele afirmou que na ultima consulta o médico a informou que saiu o resultado do exame e que meu caso não e mutação genética. “Ele não me mostrou nada, só falou que saiu o resultado agora e deu negativo”.

Ele disse ainda que segue sem enxergar na vista esquerda. “Na cabeça não acharam nada, mas continuo sem enxergar nada com a vista esquerda. Os médicos mandaram eu procurar um oftalmologista, mas ainda não procurei porque teria que ser particular e minha prioridade é sanar as dores. A partir da semana que vem vou procurar resolver isso”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.