O feriadão de 7 de setembro não foi tão positivo para os empresários da rede hoteleira de Guarapari. Segundo eles, o evento Circuito Atlético Nacional Copa Universitária (Cancun 2017), produzido com apoio da prefeitura, poderia ter sido melhor organizado.

Circuito Atlético Nacional Copa Universitária (Cancun 2017) aconteceu em Guarapari durante o feriado.

Os proprietários de hotéis e pousadas, reclamam do alojamento que foi oferecido para os participantes do evento, que teve início na última quinta-feira (7) com duração de 4 dias. A organização do evento vendeu pacotes que incluíam alojamentos, mas os universitários ficaram hospedados em um espaço público.

O portal 27 apurou que os atletas se hospedaram no ginásio dos fundos do Complexo Esportivo e Cultural Maurice Santos, onde ocorriam as partidas da copa universitária. O presidente da Associação de Hotéis e Turismo de Guarapari (AHTG), José Renato de Andrade César, diz que a associação não foi contra o evento, mas que não aprovaram a forma que os atletas ficaram hospedados. “Nós somos a favor qualquer evento em Guarapari, mas as hospedagens têm que ser regularizadas, para não atrapalhar o movimento hoteleiro da cidade”, conta José Renato.

Atletas deixando as instalações onde ficaram hospedados para irem embora. Foto: Portal 27

Comtur. O Conselheiro do Conselho Municipal de Turismo de Guarapari (COMTUR), Fernando Otávio Campos, questiona as condições em que os participantes ficaram hospedados. “O Complexo Esportivo não tem alvará sanitário, nem ambiental do corpo de bombeiros para o alojamento de pessoas. O Complexo não tem suporte para o número de pessoas que recebeu para ficarem hospedadas, ele não foi projetado para isso”, diz Fernando.

O conselheiro fala ainda sobre o controle de pessoas alojadas e as condições em que elas estavam. “Num hotel você consegue saber se têm menores de idade no meio de maiores, se eles estão acompanhados pelos pais, se há o consumo de bebida alcoólicas. Todos esses fatores podem ser controlados. Já num ginásio não tem como ter esse controle”, afirma Fernando.

Arrecadação. Ele fala também sobre o que o município deixou de arrecadar por ter cedido os espaços públicos. “Na rede hoteleira o município arrecada de 8 a 10 reais por hóspede por dia com impostos. Além dos hotéis terem deixado de lucrar, a cidade não arrecadou”, conta Fernando.

O  Portal 27 procurou a prefeitura de Guarapari para que ela pudesse nos dar explicações sobre o assunto, mas até o fechamento desta matéria não conseguimos obter a reposta oficial do município.

Atualizado às 13:40. Após a publicação desta matéria a prefeitura enviou resposta. Segue a nota enviada pela assessoria de imprensa da prefeitura:

A Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Turismo – SECTUR esclarece que apoiou o Circuito Atlético Nacional Copa Universitária – CANCUN mediante a permissão de uso de equipamentos públicos com a precípua finalidade de desenvolvimento do esporte, como dantes salientado em estrita observância aos princípios que norteiam a atividade esportiva, a integração social e a educação.

Registra-se não ter havido qualquer permissibilidade de uso dessas instalações para finalidades diversas do desenvolvimento do esporte, da integração social e do fomento à educação, cabendo frisar que o uso para finalidade diversa será apurado mediante procedimento administrativo próprio.

É de se salientar que a realização do evento dessa magnitude com alcance nacional, com participação de atletas acompanhados de seus familiares de vários Estados da Federação, por certo atingiu seus objetivos diretos e indiretos, seja pelo almejado fomento ao desenvolvimento do esporte, bem como pelo notório impulso em diversos ramos da atividade econômica do Município, especialmente no turismo e comércio local.

Deixe seu comentário

Comments are closed.