O final de semana promete ser animado em Guarapari. Nesta sexta-feira (22) começa o projeto Esquina da Cultura. O evento também acontece neste sábado (23) e nos dias 28 e 29 de julho, e será realizado na avenida Joaquim da Silva Lima, no Centro. Além dos shows com artistas locais e nacionais, quem comparecer ainda vai poder saborear cervejas artesanais fabricadas em Guarapari com estilos e sabores diversos. Tem cerveja frutada, condimentada e até meio amarga.

A Lumbeerjack é uma das cervejas artesanais que serão vendidas no evento. Segundo o produtor Aymam Matar, ela é mais forte do que a tradicional e tem aroma e sabor de frutas.

No evento todos os beer trucks estarão concentrados no mesmo ambiente e próximo ao deck da cultura para que as pessoas conheçam as marcas e produtores da cidade. O Aymam Matar, de 27 anos, produz a cerveja Lumbeerjack há seis meses. Ele vai participar do evento nos dois finais de semana e explicou o que o público vai encontrar na sua cerveja. “Ela tem um percentual de álcool moderado, mas é mais forte e puro malte. Ela também é bem frutada. Gosto de usar bastante laranja, limão, semente de coentro. Além disso, é também bem aromática, o que a torna uma cerveja completa. Você começa a beber ela pelo aroma”.

Outro fabricante é o Peter Gabriel Ferreira, de 27 anos. Ele e os amigos Andrew Cipriano e Marcus Vinícius Lima Seixas fabricam a Monazein há seis meses, mas já estudam sobre o assunto há dois anos. Ele explicou que sua cerveja tem os lúpulos importados e segue o estilo América Pale Ale (APA). “É uma cerveja suave, uma APA. O amargor dela é mediano e acompanha perfeitamente hambúrguer, pizza, empanado e essas comidas de food trucks, que é o caso do evento”.

Peter relatou ainda que o Esquina da Cultura é o primeiro evento que eles participam. “Em rodas de amigos já apresentamos nossa cerveja, mas essa vai ser a primeira vez que apresentamos para uma gama maior de pessoas”.

Todos os beer trucks estão concentrados no mesmo ambiente.

Outra cerveja artesanal participante do evento é a Romana Beer, que é fabricada pelo Cláudio Márcio Piassarolli Tavares, de 39 anos. Ele vai participar do Esquina da Cultura no próximo final de semana e relatou que sua cerveja segue o estilo das cervejas Belgas e condimentadas. “Além dos ingredientes tradicionais como água, lúpulo e malte, você condimenta a cerveja e coloca uma casca de laranja e coentro. Você também pode colocar o gengibre ou pimenta para deixar ela com gosto mais acentuado. Curto essa ideia de modificar o sabor da cerveja e não ficar na coisa linear como os alemães que gostam de cervejas como a Pilsen”.

Ele vai expor as cervejas belgas  Dubbel e Saison, que são cervejas mais fortes e mais alcoólicas. “Fiz uma diferenciação com a Saison e coloquei além dos ingredientes tradicionais e o gengibre e a casa de laranja, coloquei a camomila. Então fiz uma experiência com novos sabores. É uma cerveja sazonal e na Bélgica é uma cerveja tida como fora do padrão. A Dubbel é uma cerveja muito antiga que era servida para a nobreza e o alto clero então resgatar essas receitas e dar a oportunidade das pessoas beberem uma cerveja da Idade Média agora é muito bacana”, disse Cláudio Márcio.

Deixe seu comentário

Comments are closed.