“Quinze de janeiro, terça-feira, sete horas e cinco minutos da manhã, apos ter sido acordado pelo despertador do celular, às seis horas, para reiniciar a caminhada matinal interrompida há meses desde a campanha eleitoral de 2012. Preferi dormir mais um pouco, acordei em seguida com um toque prolongado da campainha”, assim Edival Petri, ex-prefeito de Anchieta, relata em seu livro ‘Imagens reveladas de uma experiência vivida pela fé – uma derrama de bênçãos’ o início do período em que ficou preso por 50 dias como diz ele, “sem nem saber direito por que”.

Dúvida que seguindo ele,permanece até hoje, pois, passados quase dois anos da operação policial que resultou na prisão de prefeitos, servidores, advogados e empresários naquela manhã e nada se provou.

Foram 50 dias de um turbilhão de emoções, sentimentos e reações como medo, revolta, indignação, tristeza, choro, alegria, aprendizado, humilhação, esperança fé e superação.

0802_edival_petri_10-600x329
Edival Petri, ex-prefeito de Anchieta relata o que passou em livro.

10298180_1477591115791005_6219597712420126030_o

Os gostosinhos. O autor relata momentos difíceis como a chegada ao Centro de Detenção Provisória de Viana, quando receberam um uniforme, mas nada de toalha (só chegou no segundo dia), xampu ou travesseiro. E só meio sabonete. O temor pela integridade física cresceu quando o grupo de políticos ganhou dos presidiários do CDP o apelido raivoso de ‘os gostosinhos’…

 Dia após dia Edival vai relatando a experiência na prisão por nove dias em Viana e depois mais 41 dias no Quartel do Comando da Polícia Militar em Maruípe, fatos distribuídos em 27 capítulos.

O autor deixou para o último capítulo, o 28, trinta páginas em que relata os bastidores da Operação Derrama e conta que o momento embrionário da operação realizada em 2012 teria sido ainda em 2007, quando uma megaempresa petrolífera provocou a Justiça por conta de imbróglios relativos a tributos cobrados pela Prefeitura de Itapemirim.

 Edival revela também que uma feroz guerra entre municípios e megaempresas pelo aumento do Valor Adicionado Fiscal (FAV), indicador utilizado para cálculo de repasses que os municípios brasileiros recebem de Estado e União, como ICMS, IPI, e o Índice de Participação dos Municípios (IPM) nas atividades de exploração de petróleo e gás natural.

Lançamento. O livro, editado pela Formar Editora terá lançamento nesta quinta-feira (15), às 19 horas, na Feira Literária Capixaba, na Praça do Papa, em Vitória. No dia seguinte, sexta-feira (16), é a vez do lançamento em Anchieta, às 19 horas, no Tanharu Praia Hotel, em Castelhanos.

 

Deixe seu comentário