JB Padrão
Banner TOP
Câmara de Anchieta

A erosão que toma conta de quase três quilômetros da orla de Piúma e já destruiu ciclovias, quiosques e parte da pista, pode ser solucionada com ajuda do governo do Estado. Através da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa, surgiu a ideia de criação de um fundo para Contenção das Erosões e do Avanço do Mar na Costa Capixaba.

Através da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa, surgiu a ideia de criação de um fundo para Contenção das Erosões e do Avanço do Mar na Costa Capixaba.

Esse fundo usaria recursos provenientes dos royalties do petróleo para que fossem feitas obras de prevenção, recuperação e restauro das áreas costeiras do Estado. O presidente da Comissão, deputado Marcelo Santos, disse a imprensa que “A oscilação das marés vem causando forte impacto nas praias de norte a sul do Estado. Nossa ideia é utilizar estes recursos, que são para compensar os impactos da produção de petróleo, também para conter esse grave problema”, disse.

R$ 5 MILHÕES. O deputado informou ainda que o governo do Estado prevê a liberação de R$ 5 milhões para obras emergenciais na praia de Piúma. Ele esteve no município acompanhado do secretário estadual de desenvolvimento Urbano, Marcelo de Oliveira. O deputado disse que o Estado está com a licitação aberta para contratar o projeto executivo de uma obra mais robusta, no valor de R$ 600 mil reais.

O presidente da Comissão, deputado Marcelo Santos, esteve em Piúma

MURO. A prefeitura por sua vez, prevê uma obra emergencial de construção de um muro, para evitar a erosão e o avanço do mar e que está orçado em R$ 3 milhões. “Não restou outra alternativa, por mais que alguns falem que seria um muro provisório, ele se torna necessário hoje. O projeto completo para que a gente possa ter autorização ambiental para a construção do muro, passou a ser confeccionado a cerca de três meses”, explicou o prefeito Ricardo Costa,

AUMENTO DA FAIXA DE AREIA. Segundo o prefeito, o projeto do muro já foi encaminhado ao Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (IEMA) para liberação da obra. Ainda de acordo com o prefeito, mesmo com a obra emergencial do muro, é esperada a ajuda do estado para fazer o engordamendo da praia, que é o aumento da faixa de areia, o que segundo os especialistas é a solução para conter a erosão.

“Não restou outra alternativa, por mais que alguns falem que seria um muro provisório, ele se torna necessário hoje”, disse o prefeito.

“No mês de setembro está prevista a audiência. Ocorrendo tudo bem, o Estado poderá dar ordem de serviço para a empresa poder realizar o projeto. Definido isso, o estado tem o compromisso hoje conosco de licitar a obra de engordamento. Porque é uma quantidade de recurso que o município não tem condição, com suas próprias pernas, de andar por esse caminho”, afirmou o prefeito.

Institucional Basic Idiomas
Banner Marcelo
Institucional MAllagutti

Padrão
Câmara Municipal de Guarapari

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde!
    Rapaz esses cara,tudo interesse.
    Eles querem fazer porcaria para ganhar nome para a eleição.quando chega um ano
    De pronto cai tudo.
    Toma vergonha Ricardo,puro interesse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here