Apesar das mulheres estarem ganhando cada vez mais espaço, na política o número de homens com cargos importantes e de tomada de decisão ainda é muito maior. Em Guarapari, porém, a realidade tem mudado. Se comparado a outras cidades do Espírito Santo, o município é o primeiro em número de mulheres como secretárias de pastas na administração pública.

Hoje, a cidade conta com 8 mulheres em Secretarias. Seguida por Fundão com 6 e Cachoeiro com 5. Ana Lúcia Rezende – socióloga, feminista e membro do Coletivo Feminino – conta que é difícil ver mulheres empastas com orçamento grande. Ela afirma também que poucas mulheres se filiam aos partidos políticos e que a cota de 30% não é respeitada. “Você lança a candidatura e não tem apoio do partido, não tem apoio financeiro”, garante.

Números em Guarapari

Atualmente, as pastas ocupadas por mulheres na Cidade Saúde são: Saúde, Educação, Procuradoria Geral, Administração, Comunicação, Trabalho, Desenvolvimento e Fiscalização.

Na Saúde, Aurelice Vieira comanda 893 servidores e tem um orçamento de R$ 44,6 milhões.

Aurelice, secretária de Saúde.
Aurelice, secretária de Saúde.

Na Educação, Diana Márgara comanda 2.100 servidores, com um orçamento de R$ 87 milhões.

Na Procuradoria Geral, Lúcia Maria Roriz comanda 9 servidores e tem um orçamento de R$ 2,2 milhões.

Na Administração, Tereza Chamoun, comanda 104 servidores, com um orçamento de R$ 20,7 milhões.

Na Comunicação, Erika de Carvalho comanda 4 servidores e tem um orçamento de R$ 540 mil.

No Trabalho, Maria Helena Netto, comanda 117 servidores, com um orçamento de R$ 5,36 milhões.

No Desenvolvimento, Sônia Meriguete comanda 16 servidores e tem um orçamento de R$ 765 mil.

Sonia Meriguete, secretária de Desenvolvimento. Foto: Divulgação.
Sonia Meriguete, secretária de Desenvolvimento. Foto: Divulgação.

Na Fiscalização, Elizabeth Ribeiro comanda 61 servidores, com um orçamento de R$ 2,36 milhões.

Deixe seu comentário