Cerca de trinta ambulantes fizeram uma manifestação na tarde de hoje na ponte de acesso o Centro de Guarapari para protestar contra a ação dos fiscais da prefeitura. Eles alegam que os fiscais estão recolhendo as mercadorias sem justificativa.

Por volta das 17h30 de hoje vendedores ambulantes fecharam as duas pistas das pontes que ligam o Bairro Muquiçaba ao Centro da cidade. A ação foi em protesto contra a prisão de três vendedores, ocorrida mais cedo na Praia do Morro.

O trânsito ficou parado por meia hora. Foto: João Thomazelli/Portal 27
O trânsito ficou parado por meia hora. Foto: João Thomazelli/Portal 27

“Nós pagamos as taxas para trabalhar na praia, mas mesmo assim eles apreenderam nossas mercadorias. Nós só queremos trabalhar em paz. Nós somos moradores da cidade, pagamos para trabalhar, mas mesmo assim eles não deixam”, reclamou Vera Lúcia Mariano, 55 anos.

Depois de entrarem em um acordo com a Polícia Militar que acompanhava a manifestação, os vendedores ambulantes liberaram uma pista em cada sentido das pontes. Por volta das 18 horas o tráfego foi liberado.

A secretária de fiscalização de Guarapari, Elizabeth Verônica, informou que os fiscais estão notificando os vendedores que não estão cumprindo as regras estabelecidas pela prefeitura, como uso de uniforme e venda de produtos não permitidos na areia da praia, como queijo assado.

A secretária disse ainda que os ambulantes que foram levados para delegacia na manhã de hoje foram presos porque desacataram os policiais militares. “Os fiscais foram verificar a venda de queijo quente na areia da praia, mas acabaram sendo cercados por outros ambulantes. Os detidos nem eram alvos da fiscalização”, finalizou.

Os ambulantes prometem nova manifestação amanhã em frente a prefeitura. Eles querem ser ouvidos pela administração.

Deixe seu comentário