Imagine que você está em uma praia com seus filhos, tomando uma água de coco e de repente uma onda de esgoto invade a areia e você se vê no meio de um grande esgoto a céu aberto.

Foi isso que aconteceu na tarde de ontem nas areias da Praia de Santa Mônica. Uma rede de manilhas que despejam, na praia, águas das chuvas transbordou e para surpresa dos banhistas a água que saiu era de esgoto. Água preta e fedida.

O esgoto espantou banhistas que estavam na areia da praia. Foto: Divulgação.
O esgoto espantou banhistas que estavam na areia da praia. Foto: Divulgação.

As cabanas que ficam ao redor do local se esvaziaram em minutos, causando grande prejuízo para os comerciantes. “Tinha muitos clientes na raia da praia. Quando começou a vazar esgoto eles pagaram as contas e desapareceram. Fechei meu comércio pouco depois disso”, lamentou o dono de uma cabana.

Cabanas que ficam perto do local tiveram que fechar. Foto: Divulgação
Cabanas que ficam perto do local tiveram que fechar. Foto: Divulgação

De acordo com frequentadores da Praia de Santa Mônica, o problema sempre ocorre na alta temporada. Bastam alguns dias de movimento na cidade para o esgoto transbordar e ir parar nas areias da praia.

O problema se agravou depois que o bairro recebeu várias obras de asfaltamento e colocação de redes de drenagem pluvial. Como não existe rede de captação de esgoto na região onde ocorre o problema, vários moradores despejam o esgoto nas redes de água pluvial.

“Ali é uma rede de águas pluviais. Sempre que chove sai água dali, mas é água limpa, da chuva. O problema é que várias pessoas ao invés de construir fossa, ligaram o esgoto na rede. Quando as casas de veraneio enchem, a rede transborda e o esgoto vem parar na frente do nosso comércio. Tem como resolver isso, mas é necessário vontade da prefeitura para fiscalizar isso”, desabafou Luiz Milagre, dono de uma cabana a poucos metros de onde o esgoto vazou.

Existem pelo menos três pontos na praia onde o esgoto escorre. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Existem pelo menos três pontos na praia onde o esgoto escorre. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Para os turistas que visitam a praia, o problema acaba estragando o passeio. “Frequento a Praia de Santa Mônica há pelo menos 20 anos. Venho sempre para este local, pois é mais calmo, não tem tanto tumulto, como na Praia do Morro, por exemplo, mas este tipo de coisa acaba desanimando a gente. Já que o prefeito falou tanto sobre a qualidade do turismo, ele deveria se preocupar e tomar providências quanto a situação.”, comentou o corretor de imóveis Alessandro Paiva, de Belo Horizonte, MG.

A prefeitura de Guarapari informou que as ligações clandestinas na rede de drenagem pluvial são de difícil localização, mas sempre que há denúncias, a fiscalização vai até o local para verificar.

Disse ainda que tal prática infelizmente se tornou comum no município.

“Assim, estaremos em ações de fiscalização conjunta, SEMA e SEMOP, no sentido de localizar essas ligações e punir as pessoas que colaboram com a degradação ambiental. Paralelamente estaremos em contato com a CESAN para buscarmos recursos visando a construção da rede de esgoto daquela localidade o mais rápido possível”, concluiu a prefeitura.