Por Rosimara Marinho

Os motoristas que passaram pelo pedágio da Rodovia do Sol, em Guarapari neste sábado (17) das 15 até às 19 horas tiveram passe livre. É que um grupo de moradores do entorno da praça, fizeram um manifesto fechando o acesso a cada 5 minutos e liberando a passagem dos veículos em seguida.

A reivindicação é pela redução da tarifa e isenção para quem mora no entorno. Cerca de 70 pessoas aderiram ao manifesto. A Polícia Militar acompanhou o movimento que ocorreu de forma pacífica até o início da noite. As cabines do pedágio foram cobertas por tapumes de madeira.

Os manifestantes utilizaram cartazes, apitos e camisa branca estampada com a frase “Pedágio, diga não”. A mesma frase foi impressa, em cem adesivos, que foram colados em veículos, quando havia adesão do motorista ao manifesto.

“A manifestação vai acontecer todos os sábados, até que o preço da tarifa caia”, disse a presidente da Associação dos Amigos da Praia do Sol, Néia Lima.

G
Com faixas manifestantes buscavam apoio para sua luta. Foto Rosimara Marinho.

A ideia inicial era de manter o acesso fechado por 25 minutos, mas após uma reunião dos manifestantes com a participação da Polícia Militar, ficou definido que o fechamento seria gradativo.

“Nós queremos a adesão dos usuários do pedágio, e a simpatia dos motoristas, para que possam aderir ao movimento”, comentou a dona de casa, Sandra Marins da Silva, 44 anos.

Por meio de nota, a RodoSol esclareceu que não tem o poder de isentar ou reduzir a tarifa, já que a cobrança está firmada em contrato com o governo do Estado. Em relação aos tapumes, a assessoria informou que foram colocados para prevenir atos de vandalismo.

GEDSC DIGITAL CAMERA
A ideia inicial era de manter o acesso fechado por 25 minutos, mas depois ficou definido que o fechamento seria gradativo. Foto Rosimara Marinho.

Motorista ameaça manifestantes e acaba detido com drogas

Durante o protesto que aconteceu no pedágio da Rodovia do Sol em Guarapari neste sábado (17), um homem foi detido após ameaçar passar por cima dos manifestantes. As vítimas contaram à polícia que o motorista teria apontado uma arma em direção ao grupo.

De acordo com o boletim de ocorrência, os manifestantes chamaram a polícia, após o motorista de um saveiro vermelho ameaçá-los com uma arma, caso não liberassem a passagem.

A polícia foi acionada, fez abordagem, e encontrou três buchas de maconha no interior do carro, porém nenhuma arma foi localizada. O motorista e outros dois passageiros foram conduzidos ao DPJ de Guarapari. O motorista de 28 anos assumiu ser o dono da droga e vai responder por porte e uso de drogas.

 

Deixe seu comentário