O nascimento de uma criança em um terreno baldio do bairro Kubistchek em Guarapari no último sábado (09), gerou comoção e solidariedade entre a vizinhança. Os moradores se reuniram, juntaram roupinhas, fraldas e deram banho no neném enquanto a mãe recebia os primeiros socorros.

A criança é uma menina, nasceu por volta das 11h de sábado, em um terreno baldio e o parto natural ocorreu de forma improvisada. O companheiro da mãe da criança pediu socorro à vizinha, para ajudar no parto.

Local do parto
Local onde a mulher deu a luz. Foto Rosimara Marinho.

Segundo a vendedora Josiete Melo, 53 anos, conhecida por Zezé, ela chegou ao local e a moradora de rua, identificada apenas por Valdinei, tinha acabado de dar à luz.

“Eu liguei para ambulância e na hora uma atendente me orientou como eu deveria fazer para cortar o cordão umbilical”, disse Zezé.

Segundo os moradores, até a chegada da ambulância do Samu levou cerca de quarenta minutos. Contaram ainda, que a Zezé estava ao telefone com um médico e uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local.

Terreno baldio onde parto ocorreu
Terreno baldio do bairro Kubistchek onde a mulher deu a luz. Foto Rosimara Marinho.

No entanto, o coordenador do Samu, Antonio Gomes Júnior, informou que como o Corpo de Bombeiros e o Samu trabalham em regime de cooperação, o atendimento às vítimas estava sendo feito por ambos.

“Como o atendimento estava sendo monitorado pelo médico regulador, por telefone, os Bombeiros foram ao local para dar suporte. Em menos de trinta minutos após o chamado a ambulância do Samu prestou o socorro”, disse Antonio.

Deixe seu comentário