Na manhã desta segunda-feira (02), Bruna Garcia Barbosa, de 25 anos, levou o filho ao posto de saúde, na unidade do bairro Nossa Senhora da Conceição, para completar o calendário de vacinas do menino, mas segundo ela, foi impedida de vaciná-lo.

Bruna fala que esteve no horário de vacinação previsto pelo posto, mas não conseguiu imunizar o filho. Foto: arquivo pessoal.

Ela conta que chegou no posto de saúde às 09h10, e viu que as pessoas que aguardavam na fila usavam senhas. Quando Bruna foi pegar a sua, de acordo com ela, a enfermeira disse que não havia mais fichas para serem distribuídas. Mesmo havendo um impresso na porta da sala de vacinação com o horário de expediente, que na parte da manhã é das 07h30 às 10h30.

“Quando cheguei as pessoas estavam com senhas improvisadas nas mão, e mesmo eu chegando 1h20 antes de acabar o horário da vacinação, me foi negada um senha”, conta Bruna.

Segundo a mãe do menino,  haviam 7 pessoas na fila para vacinação. “O posto estava vazio, eu pedi para vacinarem ele, mas mesmo com pouca gente, eles falaram que não dariam mais senha por causa do horário de almoço e lanche das enfermeiras. Mas na porta esta escrito horário, não é possível que só com aquelas poucas pessoas ali elas não conseguiriam almoçar” diz Bruna.

Resposta da Prefeitura. O Portal 27, procurou a prefeitura e a mesma informou que “A Secretaria Municipal de Saúde informa procurou a unidade de saúde e gerência de atenção primária à saúde para verificar a situação. Uma vez constatado o fato, algumas providências serão adotadas para solucionar a questão do atendimento.

Segundo a gerencia de Atenção Primária à Saúde as senhas são permitidas mesmo fora das campanhas, por critério de organização, e nesta unidade são distribuídas 20 senhas pela manhã e 10 senhas a tarde.

O município não registra falta de vacina e a SEMSA afirma que a negativa de atendimento já está sendo apurada. A Gerência de Atenção Primária à Saúde pede que a moradora procure a unidade novamente para receber o atendimento.”

Deixe seu comentário

Comments are closed.