Um assaltante foi preso na tarde de hoje (18) em Guarapari depois de roubar uma moto no bairro Muquiçaba. Para o azar do ladrão, a moto tinha rastreador, que levou a polícia até a casa onde ele tinha escondido o veículo roubado.

Por volta das 15h15 da tarde de hoje, Maicon Vieira Nascimento, 23 anos, rendeu um homem que acabara de entrar em lava-jato. Com um revólver calibre 32, ele ameaçou o motociclista e levou, além da moto, cerca de R$ 700 em dinheiro, um celular e a carteira com os documentos da vítima.

Maicon foi preso depois de roubar uma moto com rastreador em Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Maicon foi preso depois de roubar uma moto com rastreador em Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27

O que Maicon não sabia, era que a motocicleta roubada, uma Honda CG Titan, tinha um rastreador. Assim que o assaltante fugiu, o dono da moto foi até um posto de gasolina próximo ao local do assalto e pegou um táxi. A partir daí ele passou a seguir o sinal do rastreador.

No meio do caminho, o taxista fez sinal para uma radiopatrulha que passava e contou o ocorrido. Imediatamente a guarnição solicitou reforços e prosseguiram até o local onde a moto estava escondida.

“Pelas características do assaltante passadas pela vítima e o local onde a moto estaria, deduzimos que era Maicon, que inclusive possui um mandado de prisão em aberto por homicídio e estava foragido”, explicou o cabo André, que foi quem recebeu a informações da vítima e conduziu a ocorrência.

Os policiais fizeram um cerco na casa onde a moto estava escondida. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Os policiais fizeram um cerco na casa onde a moto estava escondida. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Com o apoio de outras radiopatrulhas e do Grupo de Apoio Operacional, um cerco foi montado no entorno da residência onde a moto estaria, que fica no Bairro Coroado e ao entrar no quintal, os policiais se depararam com Maicon com o revólver na cintura e um outro homem tentando ligar a moto. Eles não resistiram à prisão e foram conduzidos para a delegacia de Guarapari.

Maicon falou com a reportagem do Portal 27 e admitiu ter feito o assalto e esclareceu que o outro rapaz preso não tinha nada a ver com a situação. A informação foi confirmada pelos policiais que fizeram a prisão.

“O outro jovem foi conduzido à delegacia porque no momento em que entramos no quintal, ele estava tentado dar a partida na moto, mas era para tirá-la de lá, já que ele conhece a fama de Maicon e imaginou que a moto poderia ser roubada”, finalizou o cabo André. O nome e a imagem do segundo conduzido não serão divulgadas.

Maicon usou este revólver calibre 32 para render a vítima do assalto. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Maicon usou este revólver calibre 32 para render a vítima do assalto. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Além da moto roubada, a Polícia Militar também recuperou o celular da vítima e R$ 350 em dinheiro. Maicon disse que o parceiro dele no crime era um conhecido dele do bairro Adalberto Simão Nader e ele estaria com o resto do dinheiro. A polícia fez buscas a região para tentar localizar o segundo suspeito, mas até a publicação desta reportagem ele não havia sido localizado.

Prisão por tráfico

Também no meio da tarde de hoje um homem foi detido no trevo que dá acesso ao bairro Kubitscheck com 50 gramas de crack e 10 gramas de cocaína.

Crack e cocaína, alem de uma ponte de cigarro de maconha, foram apreendidos com o suspeito, que saiu de Sooretama para comprar a droga em Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Crack e cocaína, alem de uma ponte de cigarro de maconha, foram apreendidos com o suspeito, que saiu de Sooretama para comprar a droga em Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27

A polícia chegou até o suspeito depois de uma denúncia anônima. O que chama a tenção neste caso é que o detido, identificado como Luiz Paulo Alves, 39 anos, é morador de Sooretama e teria vindo a Guarapari apenas para comprar a droga, que seria revendida na cidade de origem dele.

Morte natural

E por volta das 14 horas uma mulher de 64 anos foi encontrada morta dentro de casa pelo neto. De acordo com as informações preliminares, Marilda Nascimento Martins morreu devido a uma hemorragia provocada por varizes nas pernas. Ela morava sozinha.

Deixe seu comentário