Rafaela foi indiciada pelos crimes de tráfico de drogas e receptação.
Rafaela foi indiciada pelos crimes de tráfico de drogas e receptação.

Com um mandado de busca e apreensão em mãos, uma equipe da Delegacia Patrimonial de Guarapari, foi até uma casa na última sexta-feira (25), onde uma pessoa estaria recebendo produtos proveniente de furto. Vários eletrônicos foram roubados de uma grande rede de lojas, com filial na cidade. O comércio teria sido alvo esse mês de bandidos.

Os policiais chegaram até até uma residência e abordou Rafaela Ferreira Cunha, 30 anos, em um salão de beleza no bairro Ipiranga. Indagada pelos civis de onde ela morava, a jovem ficou nervosa com toda a situação e deu vários endereços errados. Os investigadores deixaram ela falar, para ver até onde a mentira iria.

Foi mostrado a Rafaela, que a polícia há dois meses a investigava e tinha todo o conhecimento sobre onde morava e o que ela fazia. Apreensiva com toda a abordagem, a mulher seguiu junto com os policiais até a sua casa. Em um dos cômodos foram encontrados várias fotos de Rafaela com sua família e documentos pessoais. Em um armário da área de serviço, um tablete de crack foi apreendido, além de três celulares e um tablet que possivelmente seriam produtos de roubo.

Todo o material apreendido foi encaminhado para a Delegacia Regional de Guarapari
Todo o material apreendido foi encaminhado para a Delegacia Regional de Guarapari

Na casa ainda existia um carro de modelo Hilux, onde  dentro dele foram encontrados mais dois tabletes da mesma droga, totalizando 700 gramas. O dono de veículo foi detido quando chegava em casa. Mas descobriu que não era o mesmo carro que estava em seu nome, e sim outro.

Todos os materiais, junto com os detidos, foram levados para a  Delegacia Regional do município. Rafaela foi indiciada pelos crimes de tráfico de drogas e receptação.

Deixe seu comentário