Foi preso na manhã desta quarta-feira (5), um dos suspeitos de participar do tiroteio que matou duas pessoas na sexta-feira de Carnaval, em Iriri, Anchieta no Sul do Estado. A prisão aconteceu durante uma operação da Polícia Militar. O preso é Victor Caldeira Santos, 22 anos, conhecido como VK , que  também é apontado pela polícia como um dos líderes do tráfico de drogas na região de Boa Vista, em Vila Velha.

O suspeito estava como uma pistola .40 – que é de uso restrito da polícia – fabricada na República Tcheca. A polícia chegou até o rapaz por meio de denúncias anônimas. Ele foi preso em casa, no bairro Santos Dumont. Victor nega envolvimento no tiroteio e disse que uma das vítimas, Lutierry Nascimento dos Santos, 22 anos, era amiga dele.

CAM02880
Victor Caldeira Santos, 22 anos, conhecido como VK , também é apontado pela polícia como um dos líderes do tráfico de drogas em Vila Velha. Reprodução TV Vitória.

No crime, ocorrido na madrugada do dia 01 de março (Reveja aqui), outro jovem – identificado como Lucas da Silva Maximo, 19 – também foi assassinado. Eles estavam em uma casa alugada com outras 25 pessoas. A filha de Lucas, de sete meses, também ficou ferida de raspão na perna.

A polícia acredita na participação de Victor no crime. Ele confirmou que esteve no balneário no dia do tiroteio, e disse que, ao saber da morte do amigo, resolveu voltar para casa junto com a mulher e a filha. “Ele está com a mão ferida e disse para nós que foi baleado nesse tiroteio em Iriri. Porém, quando chegou na delegacia contou uma versão diferente para a imprensa e disse que o ferimento foi provocado há dois meses atrás, durante um confronto no bairro Boa Vista”, ressaltou o cabo Igor, do Grupo de Apoio Operacional (GAO).

A pistola encontrada com Victor estava atrás de um guarda-roupas. Ele foi levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vila Velha, onde foi autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

 

Com informações do Gazeta Online.

Deixe seu comentário