“A felicidade é um sentimento simples; você pode encontrá-la e deixá-la ir embora, por não perceber a sua simplicidade”. Esta frase do nosso grande e sensível escritor Mario Quintana e muitas outras rolam nas mídias sociais. Mas quantos de nós vivenciamos ou reconhecemos na tal SIMPLICIDADE a FELICIDADE?

Eu vejo, leio… porém não enxergo na maioria das vezes esta vivência do “Simples” tão alardeado como um mantra capaz de nos abrir as portas do paraíso. Em muitos casos eu vejo posts do tal “SIMPLES” e enxergo uma semente para florescer a INVEJA.

O SIMPLES nem de longe significa “SIMPLIFICADO” – Um abraço é algo simples, mas requer maestria, desapego, energia, generosidade, amor… caso contrário será apenas um aperto de corpos. Entendeu por que viver o SIMPLES é difícil? Quantos estão dispostos a encarar tantas complexidades, como por exemplo dar o primeiro passo em direção a alguém que o machucou?

Quando conseguimos de fato vivenciar o “SIMPLES” todo o encanto da vida aparece… e… e… você simplesmente enxerga o outro e não suas “POSSES” – o material desaparece e dá lugar ao essencial. Aquele “TE AMO” travado a anos começa a enriquecer as suas experiências com o próximo. Até mesmo uma decepção vira motivo de aprendizado e você agradece a Deus por isso.

Ontem (13/10/15) foi o “SIMPLES” que mais uma vez me levou para aquela porção de tempo descrita como FELICIDADE por Mario Quintana. Ao chegar a noite em meu condomínio, o porteiro me entregou uma dessas sacolas de supermercado, dentro havia um papel sem brilho algum (folha A4 – dessas comuns mesmo), mas impregnado de emoção nas letras de uma criança, a Lolô. Confesso que sequer sei o seu nome verdadeiro… e que importância isso tem se o seu nome de fato deveria ser AMOR? Acompanhado da Declaração havia uma caneta com meu nome… era um presente pelo meu aniversário que foi no dia 06 de outubro. A magia não estava na caneta tampouco no papel, mas no gesto simples e inocente da letra que irradiava toda luz de paz e me dizia metaforicamente: “CONTINUE ACREDITANDO NA SIMPLICIDADE, ELA FAZ A DIFERENÇA, PRINCIPALMENTE QUANDO TODO O EQUILÍBRIO PARECE TER IDO EMBORA”.

Lolô é filha da minha amiga Raquel Aparecida Roberto, outro lindo ser humano que se esforça em viver ao máximo aquilo que prega. É exatamente isso que acontece quando nos esforçamos a viver o que alardeamos… o SIMPLES encontra seu Refúgio ideal para inspirar muitas Lolôs a construírem o mundo que nossos antepassados sonharam e que nós tanto queremos – um cotidiano que transforme “AÇÕES” nos bens mais valorosos.

Obrigado Lolô, seu gesto fez o meu “MUNDO MELHOR E MAIS SIMPLES”!!!

Quando conseguimos de fato vivenciar o “SIMPLES” todo o encanto da vida aparece e você simplesmente enxerga o outro e não suas “POSSES”
Quando conseguimos de fato vivenciar o “SIMPLES” todo o encanto da vida aparece e você simplesmente enxerga o outro e não suas “POSSES”
Deixe seu comentário