A viagem de férias da mineira Edna Rosa de Jesus não começou muito bem. Ela veio passar o natal em Guarapari, na casa de uma amiga, a Denise Chiarelli. A mineira saiu ontem (22) de Barbacena, MG, às 19 horas. Porém, ao chegar na rodoviária de Guarapari descobriu que havia deixado sua bagagem dentro do ônibus, inclusive um violão que seria presente para seu neto, um adolescente de 14 anos.

Bilhete de passagem das passageiras que seguiam para Guarapari.

Edna Rosa de Jesus Ribeiro e a filha Bruna Ribeiro Campos, viajaram nas poltronas 1 e 2 do ônibus, e o violão, por falta de espaço, foi em cima do assento 10. Quando se deram conta de que a bagagem não estava com elas, entraram imediatamente em contato com a empresa de ônibus. “Entramos em contato com a empresa, mas segundo eles, não tinha nada no ônibus, que possivelmente, alguém viu que ficou e pegou”, afirma Edna.

Mãe e filha que seguiram para Guarapari.

Edna conta que o violão é antigo e tem grande valor sentimental. “É um violão antigo, mais ou menos da década de 60, tem um valor sentimental imensurável, seria dado para o meu neto de 14 anos que quer aprender a tocar”. O instrumento tem a “cabeça do braço trabalhada em alto relevo; captador fixado no cavalete, cordas de nylon, foi envernizado recentemente, está todo brilhoso, sua marca é Di Giorgio, veio dentro de uma capa preta, da mesma marca”, afirma a passageira.

A mala perdida, de acordo com Edna é de cor “preta, com as laterais vermelhas nos bolsos, tamanho grande e dentro continha: duas caixas de morango, ovos, pimenta, chinelo e roupas masculinas”. As roupas são do marido de Edna que viaja hoje de Barbacena para Guarapari e “não tem como buscar outras roupas. Sobre os alimentos contidos na bolsa, não têm problema, mas precisamos das roupas”, destaca Denise.

Denise pede que se alguém souber do paradeiro dessa bagagem, entre em contato pelo telefone (27) 98174-4578: “A pessoa que achou pode ficar com os alimentos e até mesmo com a bolsa, mas precisamos do violão e das roupas”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.