O Presidente da Câmara Municipal de Guarapari, Enis Gordin, reuniu hoje (15) os veículos de comunicação da cidade em uma coletiva de imprensa, com a proposta de fazer um balanço do seu mandato e também agradecer pelo trabalho desenvolvido pela mídia local. Foi oferecido um café da manhã especial aos profissionais da comunicação.

Vereador. Quando perguntado sobre o trabalho desempenhado ao longo dos últimos quatro anos, Enis afirmou que o balanço foi positivo e que os vereadores cumpriram seus papéis. “Nossos projetos foram colocados, principalmente na reforma desta casa, para dar maior comodidade à população que vem aqui, aos novos vereadores, à imprensa”, conta Gordin. “Estamos saindo de cabeça erguida. Deixamos um legado à população de Guarapari. Nossas contas foram aprovadas em unanimidade, provando o trabalho bem feito que fizemos aqui.”

Enis agradeceu e desejou boas festas à imprensa

O Presidente também prestou homenagem aos funcionários, vereadores e colaboradores. “Devemos muito aos nossos assessores, aos funcionários dessa casa, à diretoria dessa casa e aos nobres vereadores.”

Enis também respondeu sobre as reformas sob as quais a Câmara de Vereadores passou para readequação. “Me comprometi a estar como presidente desta casa, fizemos essa reforma, principalmente pensando no trabalho da imprensa”, explica. “Antes colocavam a imprensa em qualquer canto. Eu acredito que a imprensa tem que ter seu lugar para desempenhar o seu trabalho de levar para a população o que é feito aqui.”

Novembro. O Presidente da Câmara contou que o mês de novembro foi, pessoalmente, turbulento. Além de ter perdido as eleições e ficado como suplente, Enis perdeu a mãe, Ana Francisca de Carvalho.

“Não sou presidente. Estou presidente. Amanhã não estarei mais. Então tive que plantar o que até eu mesmo iria colher lá na frente. Volto agora para o sindicato, vou trabalhar e ajudar. Estarei lá com meus colegas, motoristas e rodoviários, mas a política sempre esteve aqui no sangue. Saio da campanha de cabeça erguida. Sem querer menosprezar, dez vereadores foram eleitos com menos votos que eu. foi um papel de coligação, acontece, é a nossa democracia. mas saio com o trabalho bem feito. Deus sabe de todas as coisas.”

“A vida é muito difícil sem abraçar” O presidente desejou que Deus ilumine todos os cidadãos da cidade, diante da pandemia do novo coronavírus. “A vida é muito difícil sem abraçar. Hoje a gente passa essa dificuldade. Que essa pandemia passe para que as pessoas voltem a comemorar juntas. Só peço a deus que passe esse momento ruim”, afirma Gordin.

Humildade. Com sensação de dever cumprido, o Presidente da Câmara deixa um ensinamento após seus quatro anos enquanto vereador.  “A maior lição da vida que eu tenho é que você pode e consegue quando tem determinação, coragem e humildade”, conta Enis. “Sem esses fatores, não se chega a lugar nenhum. Onde eu chego hoje, graças a deus, sou bem tratado pelas pessoas, muitos choraram quando eu perdi. dizem que eu nem pareço ser o presidente da câmara porque sou simples. A lição que eu aprendi é que eu tenho que mostrar aquilo que eu sou de verdade.”