Desde o dia 1º de julho, quem vai até o Sine de Guarapari para procurar emprego tem uma triste surpresa. Os serviços de encaminhamento para as vagas de trabalho disponíveis no site estão paralisados.

“As vagas estão no site, mas quando vamos até a agência para pegar o encaminhamento, tem vários avisos dizendo que estão passando por problemas técnicos e não fazem o encaminhamento. A agência está aberta, mas não está funcionando”, reclama Márcia Alves Luiz, 21 anos.

E as reclamações não param. Valter Corrégio Silveira, 31 anos, está há um mês desempregado e já foi algumas vezes ao Sine e não conseguiu o encaminhamento. “O país está em crise e mesmo tento vagas de emprego no site do Sine, não consigo o emprego porque o Sine está parado. O que está acontecendo?”, pergunta Valter.

O Sine de Guarapari está fechado desde o dia 1º de Julho. foto: Wilcler Carvalho/Portal 27
O Sine de Guarapari está fechado desde o dia 1º de Julho. foto: Wilcler Carvalho/Portal 27

Quem procura o Sine para dar entrada no Seguro Desemprego é orientado a procurar as agências de outras cidades ou uma agência da Caixa Econômica mais próxima. Outras orientações também podem ser tomadas com os atendentes na agência.

As vagas estão disponíveis no site do Sine, mas o trabalhador não consegue encaminhamento.
As vagas estão disponíveis no site do Sine, mas o trabalhador não consegue encaminhamento.

A prefeitura de Guarapari informou que apenas cede os funcionários para trabalharem na agência do Sine. “No que diz respeito ao SINE, compete à Prefeitura de Guarapari único e exclusivamente o fornecimento de pessoal (funcionários), sendo dois servidores administrativos e um de serviços gerais, não havendo interrupção de tal fato”.

De acordo com a Casa Civil do Governo do Estado, responsável pela agência do Sine, o problema estaria na falta do contrato de aluguel do imóvel onde está funcionando a agência atualmente, em uma loja na Avenida Getúlio Vargas, no Centro de Guarapari.

Segue a nota da Casa Civil na íntegra:

“O Governo do Espírito Santo recebeu esta agência do Sine (Guarapari) sem contrato de aluguel. A Procuradoria Geral do Estado está analisando o processo para proferir parecer sobre como realizar o pagamento da conta de energia e do aluguel do espaço físico. A questão deve ser resolvida nos próximos dias”.

Deixe seu comentário