O verão só tem início no dia 21 de dezembro, mas a temperatura já começou a subir no Espírito Santo, fazendo muita gente suar e, consequentemente, perder mais líquido do que o habitual. Por isso, no calor, é preciso reforçar a hidratação. A falta de água pode ser perigosa para o organismo, contribuindo para problemas de saúde no longo prazo.

A recomendação geral é que um adulto consuma pelo menos 2 litros de líquido por dia, incluindo o que já é extraído na alimentação. “Não precisa necessariamente ser água, pode-se consumir sucos naturais, chás, água de coco, frutas e verduras para repor o que perdemos ao longo do dia no suor, fezes e urina”, explica a nutricionista da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) Giselle Machado de Souza.

Agua
Essa média varia de acordo com a idade e ocupação. Um trabalhador braçal, por exemplo, consumirá muito mais líquido do que um profissional no escritório. Já crianças e idosos necessitam de atenção especial, sobretudo no verão, quando a perda de líquido é maior.

Quando a hidratação não é suficiente, o corpo dá sinais. “Percebemos pela textura da pele, que fica mais ressecada. A cor da urina também é um bom indicativo, pois quanto mais clara, mais hidratados estamos”, ressalta Giselle.

Para aqueles que só bebem água quando ficam com sede, vai o recado: “não devemos tomar água somente quando sentimos sede porque ela é um dos sinais de desidratação. Mesmo sem sede, devemos beber líquido sempre, até porque ajuda no funcionamento dos nossos órgãos”, esclarece a ela.

A desidratação pode causar boca seca, sede excessiva, diarreia, vômito, febre, além de ser fator de risco para doenças renais. “Quem costuma ingerir álcool e fumar deve ter cuidado, pois o álcool desidrata ao passo que o tabaco exige que mais água seja consumida para fluidificar os pulmões”, salienta a nutricionista.

Refrigerantes não devem substituir a água devido aos corantes e quantidade de sódio. Opte por sucos naturais, chás, água de coco, frutas e legumes, com alto teor de líquido, como melancia, abacaxi, pepino, chuchu, entre outros.

Praticantes de atividade física podem ingerir isotônico para repor as perdas excessivas pelo suor. Mas mesmo quem trabalha em ambiente climatizado deve se hidratar, até como forma de evitar doenças respiratórias causadas pelo ressecamento das mucosas pelo ar-condicionado.

 

Com informações do Governo do Estado.

Deixe seu comentário