Uma família está em busca de um homem que está desaparecido a cerca de três anos. Pedro Vieira de Souza, tem 80 anos e sumiu no dia 25 de outubro de 2009 em Teixeira de Freitas, Bahia, depois de passar por uma discussão em família.

De acordo com a família, eventualmente, o Sr. Pedro Vieira deixava claro para a família que queria perder o contato. Assim, aconteceu uma vez, dele sumir e ser encontrado depois de um ano e meio, morando no lixão em Ilhéus.

Senhor

Após o ocorrido, o senhor foi levado para viver com a família novamente. Porém mais uma vez, aconteceu, dele estar na casa de um filho na Bahia, assistindo televisão. Seu neto chegou a casa, pegou o controle e mudou de canal, colocando no desenho, enquanto seu avô assistia o telejornal.

Não satisfeito, o Sr. Pedro retornou o canal  para o jornal que estava assistindo. A criança começa a chorar e, a mãe, que é nora do senhor, reclama com o sogro, alegando que aquela não era sua casa. Depois disso, ele desapareceu.

Apresentando problemas com distúrbio mental, o aposentado estava oferecendo dinheiro para as pessoas que lhe davam atenção. Ele começava a conversar com alguém e depois dizia que Deus estava pedindo que lhe entregasse uma quantia em dinheiro, conta o filho Claudionor da Silva Souza, que atualmente é pastor da Igreja Pentecostal em Guarapari.

Senhor2

Claudionor ainda contou que as buscas pelo pai são intensas, e que a última vez que falou com o pai por telefone, ele dizia estar em Pedro Canário. Porém, pessoas já lhe informaram que podem ter visto o aposentado em Guarapari. Mas o filho continua as buscas pela região de Pedro Canário.

Pedro Vieira apresenta uma cicatriz no lado esquerdo da testa e no queixo, em virtude de  um tiro. O filho expõe que qualquer informação é bem vinda, portanto, pede um pouco de cautela no momento de passa-las, pois ele já foi parar a muitos lugares por causa de falsas informações. O que causa desconforto emocional na família.

Quem tiver alguma informação favor entrar em contato pelos telefones abaixo.

Contatos: (27) 3361-2309/ 9852-9144/ 9886-5780/ (73) 9887-0259.

Deixe seu comentário