As eleições do ano que vem, em que escolheremos presidentes, governadores, deputados e senadores, agitam o cenário nacional e municipal. Em Guarapari a principal disputa na visão de quem acompanha os bastidores, é com relação a vaga de deputado estadual.

Carlos Von. A vaga hoje está com o deputado Carlos Von (Avante) que foi eleito em 2018 com 14.699 votos. Ele vai tentar a reeleição depois de perder as eleições municipais para o prefeito Edson Magalhães (PSDB) em 2020. Edson deve lançar um candidato próprio para impedir a reeleição de Von. O nome mais forte até o momento é de Wendel Lima (PTB).

Wendel. Atual presidente da Câmara, Wendel disputou a eleição de 2018 para deputado e teve uma boa votação com 10.284 votos. Edson pode indicar Wendel para disputar a vaga de deputado estadual em 2022.

Gedson. O candidato com apoio direto do Governador Renato Casagrande para a vaga de deputado estadual deve ser Gedson Merízio (PSB). Atualmente trabalhando na secretaria de Governo do Estado, Gedson disputou as eleições de 2018 e teve 13.570 votos.

Carlos Von (Avante), Gedson Merízio (PSB) e Wendel Lima (PTB).

Trio. Pela lógica, os nomes mais fortes para a disputa de 2022, baseados na última eleição de deputado estadual são esses três:  Carlos Von (Avante) com 14.699 votos, Gedson Merízio (PSB) com 13.570 votos e Wendel Lima (PTB) com 10.284 votos.

Novidade. Logicamente outros nomes devem surgir, principalmente para Deputado Federal que é o que os partidos precisam para sobreviver em Brasília. Mas um nome que circula nos bastidores de Guarapari e já nasce forte, pode mudar todo o cenário. É o nome de um empresário que deve fazer a sua estreia na política.

Configuração. Esse empresário é bem visto no meio empresarial e político e que tem conversado com várias pessoas e segue os passos e orientações do deputado federal Josias Da Vitória (Cidadania), que é de certa forma, seu padrinho político. A entrada deste empresário como candidato a deputado estadual ou federal, muda toda a configuração do cenário em Guarapari. Mas isso é tema para uma próxima coluna.

Deixe seu comentário