Voltamos. Eu também estava desaparecido, como a jovem Yngrid, mas não saí atrás de namorado nenhum. Nem, tampouco, fui abduzido por aliens em uma emboscada preparada por seres de outra dimensão. Nem, ainda, pelos zumbis dos filmes de Rodrigo Aragão. Enfim, rimas à parte, estamos de volta para rir e fazer o resumo das notícias da semana. Vamos à elas:

Parada, gay!

A notícia não é dessa semana, mas vale o comentário sobre: O ato público contra a homofobia realizado no último dia 31 (Sexta passada) e em frente ao Posto Dino, transformou-se praticamente em uma parada. Não pela quantidade de homoafetivos que estava no local, que eram até poucos, mas por todo o trânsito no sentido Muquiçaba – Centro estar congestionado. Na verdade, qualquer coisa, hoje em dia, para o trânsito na ponte. Quem cuida do tráfego de Guarapari está precisando é parar de fazer a “Egípcia”, não é verdade?

Obra de Igreja #1

Uma coisa que sempre ouvi da minha mãe é: “Espero que antes de você tiver um filho, tenha uma Rodoviária e um Hospital aqui em Guarapari”. Hoje, meu filho tem quase 3 anos e a Rodoviária, batizada de “RodoShop” ainda não terminou. Prometeram para Dezembro, o que eu acho meio difícil. Mas, por precaução, já falei com meu filho que antes dele terminar a Faculdade, o Hospital fica pronto.

Tipo “Salve Jorge”

A novela do Ticket alimentação continua à todo vapor. Uma pena que essa novela parece ter sido escrita pela Glória Perez. Depois de mudar a lei com a redação alterada, do valor ter ficado à mercê do Prefeito, de ter sido jogado o valor nos contra-cheques e depois removido, a novela agora é o dia certo que esse vale será pago. O orçamento já foi aprovado pela Câmara. Agora, é só esperar a boa vontade para isso cair na conta do servidor.

CPI da Telefonia

Esta semana, também, foi palco de uma audiência pública para ajudar a direcionar as melhorias e mostrar os problemas das “Teles” no Estado. Acredito que, além desta CPI, direcionada para a telefonia móvel, poderia ter uma, também, para a telefonia fixa. Quem aqui em Guarapari ainda aguenta o servicinho meia-boca prestado pela Oi? Por que esse monopólio? Cadê GVT? Cadê NET? Ainda vou ter que ficar me remoendo de inveja quando assisto as propagandas dessas empresas na TV Gazeta? Quanto custa puxar um “gato” de Ponta da fruta até aqui?

Obra de Igreja #2

Outra obra que nunca termina é a da conhecida “Pracinha da Itapemirim”. Esta semana, até os brinquedos foram interditados para a finalização da arrumação da grama sintética, que fica sob os brinquedos. Vamos ver quantos itens ainda faltam no check list para que ela fique totalmente pronta. Brincadeiras à parte, a pracinha ficou muito bonita e espero que ela não se acabe com o tempo, como muitas pela cidade à fora.

palio-voando

É um pássaro? Um avião? Não, é o Su… UM PALIO?

Sim, isso mesmo que você leu. O assunto mais comentado da semana e mais satirizado, sem dúvida, foi o Palio, da Serra, que passou direto na subida da ponte e caiu entre dois barcos que estavam atracados no ponto de abastecimento marítimo do Posto Dino. Uma mão de Deus ou um acaso do destino, não se sabe. Mas o que se sabe que é MUITO raro dois barcos, daquele porte, estarem parados um do lado do outro naquele lugar. Das coisas que observei neste episódio ímpar em Guarapari, algumas delas são: 1 – O rapaz não é o Lilico “Chapa-quente”; 2 – Se não tivesse nenhum barco ali, o cara tinha virado comida de cavalo marinho (ali embaixo da ponte dá muito); 3 – Carros podem ser rebocados por barcos; 4 – Alguém sabe o telefone do estaleiro que fez o barco e qual madeira usou? Que resistência, não é mesmo?

Chegou de Marte ou ainda está duvidando? Clique aqui então.

Todas os comentários desta coluna foram feitos à partir de notícias publicadas no Portal 27 entre 03 e 07/06/2013. E, excepcionalmente, matérias entre os dias 31/05 à 02/06/2013.

Deixe seu comentário