Quatro homens disfarçados de clientes entraram por volta das 9h45 da manhã de ontem na agência dos Correios e renderam pelo menos 15 pessoas entre funcionários e clientes. A ação durou cerca de 16 minutos, o suficiente para trancar os clientes e funcionários da agência nos banheiros, abrir o cofre e levar todo o dinheiro e alguns celulares dos clientes.

As vítimas disseram que os criminosos estavam bem vestidos, inclusive um deles, o mais velho, estava de terno. “Eu havia acabado de entrar na agência, quando fui pegar a senha, o homem que estava de terno chegou bem perto de mim e disse que era um assalto e que era pra eu sentar e aguardar. Eu nem ia ficar na agência, porque eu precisava buscar meu filho. Mas por medo, acabei obedecendo às ordens”, disse a professora, 40 anos.

A ação durou cerca de 16 minutos, o suficiente para trancar os clientes e funcionários da agência nos banheiros.

A professora disse que viu apenas uma arma na cintura de um dos criminosos, o jovem que estava de camisa polo cor rosa. Foi ele que anunciou o assalto. “Ele estava bastante nervoso e pediu que todos colocassem os celulares na sacola em que ele segurava na mão e fossemos para o banheiro. Disse que não ia roubar nossos aparelhos, mas levou”.

Os funcionários da agência tiveram as mãos e os pés amarrados e também foram trancados no banheiro. A vítima conta ainda que os criminosos foram para o interior da agência, onde renderam a gerente e ordenaram que ela destravasse o cofre.

A Guarda Municipal que foi acionada minutos depois da ação, disseram que através das câmeras de videomonitoramento da prefeitura, foi possível identificar os rapazes saindo da agência às 10h01. Os criminosos saíram pela porta principal e seguiram em direção à praia Central que fica nos fundos dos correios.

“Desde que o primeiro contato foi feito, nós fizemos os primeiros atendimentos até a chegada da polícia. Diante das informações colhidas no local, os criminosos já estavam monitorando a agência há alguns dias”, informaram os agentes que atenderam a ocorrência.

A Guarda Municipal informou ainda que as imagens da câmera de videomonitoramento serão entregues a polícia civil e federal para as investigações.

Agência fechada. Logo após os criminosos fugirem levando todo o dinheiro do cofre da agência dos Correios de Anchieta e ainda os celulares das vítimas, a filial foi fechada. A reportagem perguntou sobre o valor roubado, mas a Assessoria de Comunicação dos Correios no Espírito Santo esclarece que toda a investigação sobre o assalto à agência de Correios de Anchieta está sendo realizada pela Polícia Federal e todo o acompanhamento necessário está sendo fornecido aos empregados.

A unidade está fechada para atendimento ao público até que a área de segurança da empresa autorize a reabertura. Por motivos de proteção de suas unidades, a empresa não divulga informações sobre a política interna de segurança.

Deixe seu comentário