Na tarde desta terça-feira (21) a Comissão de Saúde da Câmara se reuniu com o Conselho Municipal de Saúde para averiguar os casos de negligência médica na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Guarapari, que foram denunciados com exclusividade pelo Portal 27.

A vereadora Kamilla Rocha é a presidente da Comissão e relatou que “traçamos algumas ações e a próxima a ser tomada é nos reunirmos junto com a diretoria da UPA e a secretária de Saúde. Conversei com a secretária na semana passada e acordamos algumas coisas. Amanhã vou mandar um documento solicitando a reunião com a diretora da UPA e com a secretária em caráter de urgência para darmos prosseguimento as investigações em relação aos casos”, afirmou.

Comissão de Saúde da Câmara e Conselho de Saúde se reuniram na tarde desta terça-feira (21).

Segundo a parlamentar, na próxima reunião a Comissão e o Conselho terão acesso a documentos dos atendimentos dos pacientes na UPA. “Nessa próxima reunião a secretária vai junto com a diretoria da UPA com os documentos para que a gente possa ter acesso a laudos dos pacientes e tudo desde a entrada até a saída desses pacientes na UPA. Queremos ver as devoluções dos médicos, os exames e quais foram as condutas que os médicos tomaram”, disse.

As conselheiras Lúcia Novaes e Regina Schoffer participaram da reunião e Lúcia afirmou que “agora pela primeira vez o Conselho e a Comissão de Saúde da Câmara decidiram trabalhar juntos. Vamos unir forças para realmente apurarmos com bastante firmeza o que tem acontecido. Na verdade, isso é recorrente na UPA, mas agora vamos dar outro encaminhamento para que nós possamos responsabilizar aquelas pessoas que de alguma forma tem deixado isso acontecer lá dentro”, ressaltou a conselheira.

A filha do paciente Francisco Gomes de Oliveira, que morreu após um mal atendimento na UPA, também esteve presente.

A filha do paciente Francisco Gomes de Oliveira, Maria Claudia Cardoso também esteve e relatou o que achou da reunião. “Elas me passaram muita segurança e falaram que vão averiguar tudo e exigir uma posição da UPA com relação ao médico e pediram para que eu pegasse o prontuário dele para fazer uma análise e também me pediram para localizar outros casos para que possa ser reforçada essa cobrança junto ao município. Elas querem cobrar da cidade uma solução para o problema. Senti que não vai ficar por isso mesmo”, falou.

MEDICAMENTOS: Além dos casos de negligência médica, a reunião também discutiu a falta de medicamentos na UPA e nas unidades de saúde como foi denunciado pelo Portal 27 no último dia 19. “Vamos fazer uma outra reunião com a secretária de Saúde junto com as gerências das farmácias, o setor de compras da Secretaria de Saúde e vamos pedir maiores esclarecimentos sobre a compra dos remédios do município porque a gestão passada fala que comprou e a atual fala que não houve a compra. Então vamos querer tomar ciência do processo de compra do ano passado, saber se esses remédios realmente deram entrada nas farmácias e no almoxarifado”, disse a presidente da Comissão de Saúde.

“Se vieram para o município vou querer as notas e saber quem atestou essas notas. Se por ventura eles disserem que esses remédios deram entrada na Secretaria de Saúde, vou querer saber para onde foram direcionados. Aí vou até as farmácias tanto da UPA quanto das unidades de saúde para saber se as mesmas quantidades que foi mandada chegou nas unidades”, finalizou a vereadora Kamilla Rocha.

Deixe seu comentário

Comments are closed.