Com três meses de mandato o prefeito Edson Magalhães (PSD), pretende entrar no quarto mês de governo reiniciando uma das obras mais esperadas pela população de Guarapari. Ele promete para o início deste mês de abril a retomada das obras do Hospital e Maternidade Cidade Saúde, que estão paradas desde 2015.

Estão previstas para o início deste mês de abril a retomada das obras do Hospital e Maternidade Cidade Saúde, que estão paradas desde 2015.

Ao portal 27 a prefeitura confirmou que “a obra vai mesmo começar em abril deste ano e a entrega está prevista para final de 2018. O orçamento para obra é de 18 milhões de reais e parte desse recurso já está garantido junto ao Governo Federal, através do Ministério da Saúde”, disse a prefeitura.

Edson promete para o início de abril a retomada das obras do Hospital.

História. Em meados do ano 2000, um grupo de empresários capixabas fez um consórcio para construção de um hospital, que de acordo com a proposta, seria referência para o sul do Estado. Mas depois de alguns meses de construção, quando a estrutura ainda hoje existente foi levantada, as obras pararam e o consórcio foi desfeito.

Em 2011 quando era prefeito, Edson Magalhães anunciou a compra do terreno e construção do hospital que seria regional e gerido em parceria com o governo do Estado. Edson não pode disputar a reeleição em 2012 para começar a obra, mas elegeu seu sucessor Orly Gomes (PDT).

Edson Magalhães anunciou a compra do terreno e construção do hospital que seria regional e gerido em parceria com o governo do Estado.

Em 2015, brigado politicamente com Edson, o ex-prefeito Orly Gomes (PDT), lançou oficialmente o reinício das obras do Hospital e Maternidade Cidade Saúde. Mas por problemas no projeto a obra parou.

Estrutura. Agora, de volta a prefeitura, o prefeito Edson Magalhães promete começar e terminar o hospital que atenderá cerca de 10 mil pessoas, terá mais de 170 leitos, além de UTI, UTI Neonatal, uma ala especial para atendimento a queimados e uma área dedicada ao Parto Humanizado e Saúde da Mulher.

Deixe seu comentário

Comments are closed.