Até 2021 o governo do Espírito Santo deve criar uma universidade estadual. A informação é do jornal Gazeta Online e o anúncio foi feito em uma coletiva de imprensa na segunda-feira (2), onde foi apresentado o Plano Plurianual (PPA) 2020-2023. O Plano foi enviado à Assembleia Legislativa para análise.

Imagem ilustrativa

O PPA deve receber recursos estimados em R$ 74,4 bilhões no quadriênio. De acordo com Vitor Amorim de Angelo, secretário de Educação, devem ser ofertados cursos presenciais e de educação à distância (EAD). A Universidade Federal do Espírito Santo, segundo Vitor, tem interesse em integrar os cursos de graduação e pós-graduação que serão ofertados pelo Estado, como os da Faculdade de Música do Espírito Santo, residência médica e formação policial.

De acordo com o secretário de Educação, poderão ser abertos cursos de graduação e especialização, sobretudo cursos que atendam à demanda do governo com relação aos desafios da Educação Básica, como os cursos de licenciatura.

Secretário de Educação do Espírito Santo. Foto: Novaescola

“Nesse momento estamos no projeto de estudo sobra a formatação jurídica da universidade, a ideia é concluir a estruturação até 2021”, afirmou Vitor.

Segundo informações da Gazeta Online, o governo estadual ainda não divulgou se haverá local físico para funcionamento da universidade, nem a logística de funcionamento da mesma.

Deixe seu comentário