Moradores da prainha de Muquiçaba em Guarapari reclamam da falta de fiscalização ambiental por parte da prefeitura. De acordo com eles, uma área próxima Capitania dos Portos e ao mangue da cidade, vem sendo utilizada para o despejo de restos de peixe. “Moro a cerca de 40 anos aqui e esta área vem sendo utilizado pelos peixeiros como área de despojos de dejetos de peixe, como tripas e peles”, diz um morador do local.

Foto-0170 (1)
Local vem sendo utilizado para o despejo de restos de peixe.

Ainda de acordo com o morador está ficando complicado morar ali. “Aqui está fedor insuportável, fora a quantidade de moscas e de ratos à noite”, desabafa. O morador mostra que mesmo com uma placa onde se lê “Área de Preservação Ambiental”, parece não intimidar a ninguém.

Foto-0159
“Aqui está fedor insuportável, fora a quantidade de moscas e de ratos à noite”

Outra moradora ouvida pela nossa reportagem, a aposentada, Maria Auxiliadora, chegou a pouco tempo e diz que o bairro está abandonado. “É prostituição, sujeira, parece que nem tem prefeito nessa cidade, uma vergonha”, disse.

Foto-0163
A placa não é respeitada por ninguém.

Resposta. A prefeitura através da secretaria de comunicação, disse que:

 “A Secretaria de Agricultura, Pesca e Expansão Rural irá intensificar as ações em Muquiçaba. De acordo com o Secretário da pasta, está programada, para a próxima semana, uma ação com a Secretaria de Fiscalização; Secretaria de Meio Ambiente; Secretaria de Trabalho, Assistência e Cidadania e Secretaria de Saúde, através da Vigilância Sanitária. Os pescadores e comerciantes do local já foram orientados quanto à destinação correta do resíduo do peixe, cabendo à ele a utilização de caixa coletora para transbordo ou destinação ao programa Recicla Peixe, já implementado no município. Será realizada uma nova reunião com os pescadores e comerciantes além de intensificação das ações fiscalizatórias”, diz a nota da assessoria.

Foto-0155
Prefeitura promete uma ação no local.
Deixe seu comentário