O primeiro passo para a implantação da ferrovia Vitória-Rio foi dado nesta sexta-feira (03) com a realização da Audiência Pública no auditório da Findes. ”Esse será o maior projeto de concessão visto até hoje no Brasil”, afirmou o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, que acompanhado do governador Paulo Hartung participou da audiência. Concorrido, o evento atraiu mais de 300 pessoas, além do diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, do secretário dos Transportes do Rio de Janeiro, Carlos Roberto Osório, senadores, deputados federais, prefeitos, vereadores e muitos empresários.

Audiência pública ministro_ Romero Mendonça (1)
Na sexta-feira (03) aconteceu a realização da uma Audiência Pública no auditório da Findes. Foto: Romero Mendonça

O secretário estadual dos Transportes e Obras Públicas, Paulo Ruy Carnelli, também acompanhou a Audiência Pública, que tem como objetivo obter subsídios com vistas ao aprimoramento dos estudos técnicos que vão disciplinar as condições em que se dará a concessão à iniciativa privada, do trecho ferroviário compreendido entre os estados do Espírito Santo e Rio Janeiro.

Audiência pública ministro_ Romero Mendonça (3)
Governador Paulo Hartung esteve no evento. Foto: Romero Mendonça

“Há anos estamos lutando na viabilização desta ferrovia e, agora com a participação do governador do Rio, conseguimos articular melhor junto ao Governo Federal e esperamos consolidar este importante projeto para viabilizar outras ações que estão em andamento na Região Sul do Estado, como, por exemplo, o Porto Central”, disse o governador Paulo Hartung.

“É importante destacar que a ferrovia faz parte de um novo plano de logística do Governo Federal sendo importantíssima no ponto de vista logístico do Espírito Santo e Rio de Janeiro, com consequências positivas para os estados de Minas Gerais e a Bahia. Audiências como a de hoje são importantes para o projeto ser perpetuado e, também, para mobilizar a sociedade e gerar interesse de grupos privados importantes. Serão investimentos em infraestrutura que terão um papel importante no impacto de geração de mão de obra e renda em nosso Estado”, completou Hartung.

Audiência pública ministro_ Romero Mendonça (2)
Ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues. Foto:Romero Mendonça

Para o ministro Antônio Carlos Rodrigues, o Espírito Santo e o Rio de Janeiro se anteciparam entregando o projeto ao Governo Federal e estão adiantados em relação a outros estados. Segundo o diretor-geral da ANTT, Jorge Bastos, hoje foi dado o primeiro passo para a implantação da ferrovia, apresentando o traçado da EF-118 ao setor privado, debatendo e ouvindo sugestões. Mais três audiências estão agendadas para este mês, sendo duas no Rio e uma em Brasília. Elas são a última etapa a ser vencida para que o projeto seja encaminhado para apreciação do Tribunal de Contas da União (TCU).

efvmvitoriaminas
O valor do investimento é da ordem de R$ 6,5 bilhões. Pelo projeto, a nova ferrovia Vitória-Rio terá 577 km de extensão e atenderá à demanda da rede portuária dos dois estados.

O valor do investimento é da ordem de R$ 6,5 bilhões. Pelo projeto, a nova ferrovia Vitória-Rio terá 577 km de extensão e atenderá à demanda da rede portuária dos dois estados, incluindo os portos de Sepetiba, Itaguaí, Macaé, Barra do Furado e Açu, no Rio de Janeiro, e os portos Central e Tubarão, no Espírito Santo. Aqui no Espírito Santo, a ferrovia passará pelos municípios de Vila Velha, Santa Leopoldina, Cariacica, Viana, Guarapari, Anchieta, Iconha, Rio Novo do Sul, Itapemirim, Atílio Vivácqua, Presidente Kennedy e Mimoso do Sul.

Audiência pública ministro_ Romero Mendonça (4)
Ministro e governador prestigiaram o evento. Foto:Romero Mendonça

A EF-118 faz parte do Programa de Infraestrutura e Logística (PIL), lançado pelo Governo Federal em 2012, que previa a concessão, por parte da União, de 12 novas ferrovias no país. O objetivo desse programa é expandir a capacidade da malha ferroviária nacional, resgatar a ferrovia como alternativa logística e reduzir os custos com fretes. Em 2013, os estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro celebraram convênio para avaliação e elaboração do projeto da nova estrada de ferro.

Essa ferrovia fará a articulação com a futura Estrada de Ferro Transcontinental – ligação ao Peru (EF-354), a partir de Campos dos Goytacazes, atravessando as regiões minerais e agrícolas do centro do país, e possibilitando a conexão com os mercados europeu e asiático. Além disso, a nova ferrovia estará interligada com a rede da concessionária MRS, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo e Minas Gerais. E, no Espírito Santo, com a Estrada de Ferro Vitória-Minas.

Deixe seu comentário