As igrejas católicas ofereceram para os dizimistas neste mês de Julho, uma raspadinha gratuita contendo sete obras de misericórdia. A raspadinha estava no cronograma da campanha do dízimo deste mês. O que aconteceu, foi que algumas raspadinhas foram desviadas e passaram a ser comercializadas no município.

raspadinha
A raspadinha foi distribuída gratuitamente.

No último sábado, a raspadinha estava sendo vendida em uma festa na antiga matriz. “Nós estávamos na festa da igreja quando ouvimos que havia uma pessoa vendendo as raspadinhas. Procuramos por todos os lados, mas não conseguimos localizar a pessoa”, conta o padre Manoel.

Na venda da raspadinha, a pessoa informava que o prêmio seria esclarecido na própria igreja, caso fosse encontrada duas frases iguais. “A informação que a pessoa passava era de que comprando a raspadinha, estaria ajudando com os custos da obra da igreja. Caso encontrasse duas frases iguais era só procurar alguém na igreja para receber o prêmio. Mas ninguém iria ganhar, porque eram sete obras de misericórdia, e todas diferentes”, esclareceu o padre.

Raspadinha. O padre explica que o cartão faz parte da campanha do dízimo do mês de julho. “Dentro da campanha do dízimo esse mês, nós tivemos uma raspadinha. Nessa raspadinha nós tínhamos as obras de misericórdia ligando o dízimo às obras de misericórdia. A pessoa que pegava o cartão, teria que raspar um quadradinho a cada dia da semana, e procurava colocar em prática aquela obra da raspadinha”.

 

Deixe seu comentário

Comments are closed.