Mais saúde, despoluição de praias e valorização dos imóveis são os principais benefícios de mais uma etapa de investimentos em esgotamento sanitário que o Governo do Estado e a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) iniciam na região entre a Barra do Jucu, em Vila Velha, e Recanto da Sereia, em Guarapari.

Estas obras fazem parte da Parceria Público-Privada que vai universalizar o saneamento em Vila Velha. A ordem de serviço foi assinada na manhã desta terça-feira (04) e contou com a presença do governador Paulo Hartung.

Estas obras fazem parte da Parceria Público-Privada que vai universalizar o saneamento em Vila Velha.

As obras em saneamento no município vão complementar o Sistema de Esgotamento Sanitário de Ponta da Fruta, Barra do Jucu, Morada do Sol, Interlagos e Balneário Ponta da Fruta, em Vila Velha; e Recanto da Sereia, em Guarapari. O investimento, de aproximadamente R$ 27 milhões, será realizado com recursos próprios da Cesan e do Tesouro Estadual, além de financiamento da Caixa com recursos do FGTS.

Durante o evento, em discurso, o governador Paulo Hartung solicitou ao encarregado da empresa responsável pelas obras que priorize a contratação de pessoas da região. “É uma forma de valorizar os trabalhadores da Ponta da Fruta e vizinhança, além de fazer o dinheiro circular por aqui”, disse.

“É uma forma de valorizar os trabalhadores da Ponta da Fruta e vizinhança”

“O que estamos fazendo aqui é histórico. É uma ação do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura e Câmara Municipal. Vamos investir nos próximos anos, em três fontes distintas, mais de R$ 600 milhões para a cidade ter 100% de coleta e tratamento de esgoto. Um marco na gestão pública. Esse conjunto de intervenções é saúde preventiva na veia. Água tratada, coleta e tratamento de esgoto é mais saúde”, disse Paulo Hartung.

Segundo o presidente da Cesan, Pablo Andreão, as redes serão implantadas na orla, que abrange aproximadamente 20 km de praias entre Barra do Jucu, Interlagos, Ponta da Fruta e Praia dos Recifes, no litoral sul de Vila Velha, além das belas lagoas dessa região.

“O que estamos fazendo aqui é histórico. É uma ação do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura e Câmara Municipal.”

“Esse investimento vai assegurar condições favoráveis de balneabilidade em função da melhoria da qualidade das águas, preservando as belezas naturais e beneficiando toda a população, incluindo as colônias de pescadores tradicionais da região, ou seja, valorizando a qualidade de vida para todos nós. Isso é desenvolvimento sustentável”, explicou. Andreão reforçou também a necessidade de colaboração da população em ligar os imóveis às redes que serão disponibilizadas.

O esgoto coletado será bombeado para a nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Grande Terra Vermelha, com capacidade para tratar 150 litros de esgoto por segundo, a ser construída junto à atual ETE Ulysses Guimarães, que hoje trata e continuará tratando 30 litros de esgoto por segundo. A nova ETE será construída com recursos do Governo do Estado, da Cesan e com financiamento do Banco Mundial (Bird).

Deixe seu comentário