Foi emitido ontem (03), pela Secretaria Estadual de Saúde, o 8° boletim de informações acerca do panorama da dengue no Espírito Santo. Iconha está em 17° lugar no grupo de municípios com maior incidência nas últimas quatro semanas. Pela tabela, foi registrado no total um número de 478,7 casos notificados.

iconha
Iconha está em 17° lugar no grupo de municípios com maior incidência de dengue nas últimas quatro semanas.

Segundo os dados, foram notificados 21.091 casos de dengue entre 03 de janeiro e 27 de fevereiro de 2016 no Espírito Santo. Destes, 199 são suspeitos da forma grave, quatro são óbitos confirmados e 16 são óbitos sob investigação. No mesmo período, a taxa de incidência da doença no Estado ficou em 536,68. Essas informações são enviadas à Secretaria de Estado da Saúde até o dia anterior à divulgação do boletim epidemiológico.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Iconha, Leiliani Furlan Chicon Guedes, explica que o aumento no índice de ocorrências é obra da intensidade dos trabalhos das secretarias municipais de saúde na notificação dos casos e das suspeitas de dengue. “Passamos a ser mais rigorosos e determinados que todos os casos fossem notificados. Isso aconteceu em quase todo o Estado. Com maior rigor na apuração dos casos, pode-se aumentar o empenho no combate ao agente transmissor”, ressaltou.

Foto: Assessoria de Comunicação/Sesa
Foto: Assessoria de Comunicação/Sesa

Para calcular a incidência, divide-se o número de notificações (ou seja, o número de novos casos da doença) pela população do município e multiplica-se este valor por 100 mil. O Ministério da Saúde considera três níveis de incidência de dengue: baixa (menos de 100 casos/100 mil habitantes), média (de 100 a 300 casos/100 mil habitantes) e alta (mais de 300 casos/100 mil habitantes). A taxa de incidência é, portanto, um importante indicador de alerta e ajuda a orientar as ações de combate à dengue.

Deixe seu comentário