Quase R$ 500.000,00 foram “sequestrados” das contas da prefeitura de Guarapari por determinação da Justiça. A ação foi por causa de um processo de ex-funcionários da empresa Albina. Eles trabalhavam nos cargos de merendeiras e auxiliar de serviços gerais em escolas municipais da cidade, de forma terceirizada, nos anos de 2009 e 2010.

Na época, segundo o advogado responsável pelo caso, Felipe Loureiro, os ex-funcionários entraram com o processo porque não receberem os salários, e agora a justiça autorizou o “sequestro” da dívida trabalhista que será repassado à eles.

Segundo a procuradoria Geral do Município, o bloqueio já foi feito e isso não atrapalha os trabalhos do município. “O sequestro não impede o movimento na conta corrente da prefeitura de Guarapari, o que foi determinado pela justiça é somente o sequestro do valor de 462 mil, isso não significa um bloqueio de conta, portanto nada impede que o município cumpra com seus compromissos”, informou através de nota.

Ainda de acordo com a procuradoria, é importante ressaltar que qualquer valor gera impacto, significa menos dinheiro para investimento. A procuradoria Geral do Município informa ainda que já moveu execuções fiscais contra empresa Albina e sendo aceita pela justiça, será restituído ao município um valor ainda maior do que o sequestro ocorrido atualmente.

Deixe seu comentário

Comments are closed.