Moradores do bairro Santa Rosa procuraram o Portal 27 comunidades para falar de um problema que tentam resolver há mais de dois anos. Os postes que ficam localizados na pracinha no bairro Santa Rosa estão apresentando problemas que se estendem do risco de queda ao abrigo de abelhas que estão picando todos que passam por lá. 

Conversamos com Oldair Rossi, presidente da associação de moradores bairro Santa Rosa que informou já ter feito diversas solicitações junto à EDP (Companhia de Energia). “Pedimos a troca de dois postes, porque tem dois postes de madeira caindo, além de um outro que também apresenta risco às pessoas. Eles colocaram os postes novos, mas não tiraram os velhos, nem fios, nem nada”, afirmou.

Um dos postes com risco de queda no bairro Santa Rosa

Oldair destacou também já fez de tudo para remover o enxame de abelhas que se instalou em outro poste. “Tem um enxame de abelhas em um outro poste. Já pedimos para retirar há dois anos, mas são somente protocolos e estatística. É um descaso muito grande, não sei o que aconteceu, porque antes a Escelsa tinha um atendimento primordial, agora é um descaso total”, afirmou o morador.

O projeto social do bairro está parado, em função das abelhas. “Tem um projeto social no bairro de inclusão de crianças na quadra que é futebol. Está sendo suspenso por causa das abellhas que estão atacando as pessoas lá. Tem uma menina deficiente que mora na casa em frente ao poste que os pais não podem mais colocar na varanda, porque as abelhas estão picando todo mundo”, afirmou o presidente do Bairro que deseja muito resolver toda a situação. Ele solicita a retirada dos postes de madeira com risco de queda: dois em frente a comércios e um em frente à escola Cmeja, além da retirada das abelhas. 

Entramos em contato com a EDP para saber por qual motivo foram colocados postes novos e os antigos não foram removidos e para entender também por que a situação das abelhas não foi resolvida. Recebemos o seguinte retorno. 

A EDP informa que implantou os novos postes em substituição aos postes de madeira e já relocou a rede elétrica, porém notificará novamente as empresas de telecomunicações, que utilizam os postes atualmente, para adequarem suas fiações nos novos equipamento e assim retirar os postes de madeira. A Concessionária informa ainda que enviará uma equipe ao local para fazer a remoção das abelhas.